135 municípios do Pará não atualizaram o Cadastro de Dívida Pública e podem ficar sem contratar crédito

Ao todo, 4 mil municípios estão em pendência com o CDP e precisam atualizar com urgência. CNM diz ser uma operação rápida e relativamente simples.
(Imagem Ilustrativa / Divulgação)

Um levantamento da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) aponta que 4 mil municípios brasileiros, 75% das 5.568 cidades do Brasil, não atualizaram o Cadastro de Dívida Pública (CDP). A entidade ressalta ser um procedimento simples e rápido, mas que se não cumprido, pode gerar dificuldades administrativas aos gestores públicos e impedir de contratar crédito. No Pará, 135 prefeituras ainda não fizeram a atualização.

Esse é o maior quantitativo de “negativados” da série histórica, aponta a CNM. Para regularizar a situação, é preciso registrar no Sistema de Análise da Dívida Pública, Operações de Crédito e Garantias da União, Estados e Municípios (Sadipem) todas as dívidas, operações de crédito e garantias referentes ao ano de 2020.

O CDP está descrito na Lei de Responsabilidade Fiscal e no artigo 27 da Resolução do Senado Federal (RSF) nº 43/2001. Na prática, as consequências legais de não realizar o cadastro impedem envios de recursos do Governo Federal, como as chamadas transferências voluntárias. Elas estão bloqueadas desde 31 de janeiro deste ano para todo município que não atualizou e homologou o CDP até 30 de janeiro, com os dados referentes a 31 de dezembro de 2020.

“As transferências voluntárias são entregas de recursos financeiros de um ente da federação, no caso a União, a título de cooperação. Temos aí os auxílios de assistência financeira que podem ser feitos através de determinação constitucional, legal ou diretamente ao sistema único de saúde (SUS). A União pode ou não repassar esses recursos, que são muito materializados em acordos de cooperação técnica, convênios e contratos de repasses”, exemplifica Marcus Cunha, analista técnico de Contabilidade Pública da Confederação Nacional dos Municípios.


A Confederação Nacional de Municípios tem uma Nota Técnica que explica detalhes do preenchimento do CDP no Sadipem. Em caso de dúvidas, os gestores podem consultar o “Fale conosco Sadipem”, disponível no site do Tesouro Nacional.

Fonte: Brasil 61

Compartilhar essa matéria

Veja também

fechar
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
%d blogueiros gostam disto: