3,5 toneladas de drogas apreendidas neste ano foram destruídas

Após a perícia e investigações relacionadas a esses entorpecentes diversos, os produtos ilícitos foram incinerados nesta quarta-feira (7)
(Foto: Cabo Edson Costa / Polícia Militar)

Cerca de 3,5 toneladas de drogas — apreendidas ao longo de operações de das polícias Civil e Militar neste ano — foram destruídas, nesta quarta-feira (7). A incineração ocorreu em uma empresa de descarte de resíduos, localizada no município de Ananindeua, na Região Metropolitana de Belém. A ação foi organizada pela Polícia Civil, sob a coordenação da delegada-geral adjunta Daniela Sousa dos Santos de Oliveira.

“Estamos incinerando cerca de 3,5 toneladas de entorpecentes. É um momento bem emblemático porque conclui, com êxito, nossas operações que iniciam com uma pequena denúncia e se encerra com a destruição da droga. Essa incineração é a maior contribuição que os órgãos responsáveis pela segurança pública podem dar para a sociedade em relação ao combate ao tráfico de drogas”, explica a delegada-geral adjunta Daniela.

 

(Foto: Cabo Edson Costa / Polícia Militar)

 

Cezar Augusto dos Santos Mota, promotor de Justiça responsável pela Promotoria de Entorpecentes, ressalta que a destruição não é apenas simbólica. É procedimento de segurança. “É um ato muito importante para toda a comunidade e para a Justiça, porque evita que toda essa droga fique armazenada em delegacias, colocando em riscos os policiais. E mostra para comunidade que as drogas apreendidas estão tendo um destino que a tira, definitivamente, de circulação, ou seja, amenizando o risco para a sociedade”, explicou.

 

(Foto: Cabo Edson Costa / Polícia Militar)

 


“Somente a PM fez uma apreensão de cerca de 1 tonelada de entorpecentes em Bujaru. Outras apreensões foram feitas em ações integradas com a Polícia Civil. A gente fica muito contente em ver toda essa quantidade de drogas retirada de circulação. Isso significa um prejuízo muito grande para os traficantes e também alivia a pressão no policiamento, pois sabemos que em torno do tráfico de drogas, orbitam vários outros tipos de crimes, como latrocínios, homicídios, lesão corporal, exploração sexual adulto e infantil, entre outros”, declarou o comandante-geral da PM, coronel Dilson Júnior.

(Da Redação Fato Regional, com informações da Polícia Militar)

Compartilhar essa matéria

Veja também

fechar
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
%d blogueiros gostam disto: