quinta-feira, 18 de julho de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

36º Batalhão deflagra operação ‘Arquimedes’ em Tucumã, Ourilândia do Norte e São Félix do Xingu

Objetivo da operação é prevenir e reprimir crime nas três cidades do sul do Pará nos momentos em que há mais movimentação de pessoas devido ao começo do final de semana
Parte do efetivo do 36º BPM no lançamento da operação Arquimedes, em Ourilândia do Norte (Foto: 36º BPM)

O 36º Batalhão de Polícia Militar deflagrou, nesta sexta-feira (25), a operação “Arquimedes”. A ação tem o objetivo de prevenir e reprimir crimes, durante o final de semana, em Tucumã, Ourilândia do Norte e São Félix do Xingu, no sul do Pará. O trabalho segue neste sábado, sob o comando do coronel Carmona e do capitão Júlio, comandante e subcomandante do 36º BPM, respectivamente.

Aos finais de semana, explica o capitão Júlio, há maior movimentação de pessoas nas três cidades. Daí a necessidade de aumentar o efetivo policial nas ruas para garantir a segurança da população que está se deslocando para se divertir, descansar ou que trabalha nas folgas do restante da população.

Nesta sexta-feira, o foco da operação foi em Tucumã e Ourilândia do Norte, sobretudo na prevenção de furtos e roubos e na prevenção de crimes de trânsito. Neste sábado, o foco será em São Félix do Xingu, que tem maior fluxo devido aos balneários da cidade. Os três municípios estão na jurisdição do Comando de Policiamento Regional XIII, cujo comandante é o coronel Francisco.

Com o policiamento reforçado, a proposta da operação “Arquimedes” é dar a sensação de segurança e tranquilidade à população. E marcar a presença das forças de segurança pública do Pará por todo o estado. “O povo do sul do Pará pode contar com a Polícia Militar”, assegurou o capitão Júlio.

A operação Arquimedes focou em Tucumã e Ourilândia do Norte no primeiro dia. No segundo dia, o foco é em São Félix do Xingu (Foto: 36º BPM)

 

Importante lembrar que quaisquer informações que possam ajudar o trabalho da polícia podem ser encaminhadas ao Disque-Denúncia (181). Se a informação for mais urgente, o ideal é ligar para o 190. A ligação é gratuita e pode ser feita de qualquer telefone.

Também é possível mandar fotos, vídeos, áudios e localização de ocorrências e pessoas suspeitas para a atendente virtual Iara, pelo WhatsApp (91) 98115-9181. Não é necessário se identificar.

(Da Redação do Fato Regional)


LEIA MAIS, NO FATO REGIONAL:

Siga o Fato Regional no Facebook e no Instagram!