8 milhões de brasileiros usuários do Facebook tiveram dados vazados

Megavazamento atinge 530 milhões de usuários do Facebook do mundo, sendo mais de 50 milhões só na América Latina
(Foto: Imagem Ilustrativa / ESET / Divulgação)

Cerca de 530 milhões de usuários do Facebook no mundo tiveram dados vazados na internet. Entre as vítimas do megavazamento estão mais de 8 milhões de brasileiros. Entre os dados vazados para grupos de hackers, que podem utilizar essas informações para fins diversos, estão nome, data de nascimento, endereço de e-mail, ID do Facebook, localização geográfica, gênero e ocupação. O alerta é da ESET, empresa de segurança digital e uma líder na proatividade de detecção de ameaças na internet.

Por meio do site Have I Been Pwned, recomendado pela ESET, os usuários também podem verificar se seus dados fazem parte de algum tipo de vazamento.

Confira quantos usuários foram prejudicados só na América Latina, somando mais de 50 milhões de pessoas:

O Facebook alegou que os dados incluídos neste vazamento são os mesmos coletados em 2019, após atores mal-intencionados aproveitarem uma vulnerabilidade na função para adicionar amigos da rede social, que foi posteriormente corrigida. Conforme explicado pelo site BleepingComputer, não se sabe se os dados que compõem o pacote oferecido foram retirados na íntegra do Facebook ou se parte deles foi coletada em perfis públicos e, depois, adicionada à lista.

“Na ESET, alertamos como isso afeta os usuários se um aplicativo ou serviço sofrer uma violação de dados. Nas mãos erradas, esta informação pode ser usada para realizar ataques de phishing através do e-mail ou outro tipo de ataque de engenharia social; até mesmo para realizar ataques de troca de SIM. O incidente é um bom lembrete de como é importante trocar as senhas a cada certo período de tempo e não reutilizá-las em mais de um serviço”, comenta Camilo Gutierrez Amaya, chefe do Laboratório de Pesquisa da ESET América Latina.


Uma solução prática e conveniente para o uso e criação de senhas é a utilização do gerenciador de senhas. A maioria das soluções de segurança também oferece alguma forma de gerenciamento de senha. Para aumentar sua segurança, a ESET recomenda habilitar o duplo fator de autenticação em todos os serviços que oferecem esta opção de configuração e ter uma solução de segurança instalada nos dispositivos

(Da Redação Fato Regional, com informações da ESET)

Compartilhar essa matéria

Veja também

fechar
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
%d blogueiros gostam disto: