sexta-feira, 24 de maio de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

Ação apreende quase 500 kg de pescado e 6 mil metros de redes no Lago de Tucuruí

Foto: Divulgação

Durante este mês de maio, o Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade (Ideflor-Bio) intensificou as ações de fiscalização, educação ambiental e gestão em todo o Mosaico de Unidades de Conservação (UCs) Lago de Tucuruí, na região sudeste paraense. Uma delas resultou na apreensão de aproximadamente 500 kg de pescado capturados de forma irregular e, também, 6 mil metros de redes de pesca do tipo “amarrador”.

O material estava em desacordo com a Instrução Normativa Interministerial n° 13, de 25 de outubro de 2011, que estabelece as normas gerais da pesca na Bacia Hidrográfica do Rio Tocantins. O documento prevê que o tamanho de malhas admitido para a pesca com redes de emalhe deve ser de, no mínimo, 80 milímetros, medida tomada entre nós opostos.

Foto: Divulgação

 

Além das redes, também foram confiscados mais de 13 arpões, entre outros instrumentos utilizados nos ilícitos ambientais. O Ideflor realizou a operação em parceria com a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), Polícia Militar, Eletrobrás Eletronorte, além das secretarias municipais de Meio Ambiente de Tucuruí, Breu Branco, Jacundá, Nova Ipixuna e Novo Repartimento.

Segundo a titular da Gerência da Região Administrativa do Lago de Tucuruí (GRTUC), Keylah Borges, o resultado da operação de fiscalização nos limites da UC foi bastante positivo e seguirá, mas aliado a um forte trabalho de conscientização e educação ambiental das comunidades que residem nas áreas protegidas.

Foto: Divulgação

 

“Em paralelo a esse trabalho, a GRTUC vai trabalhar a conscientização, o processo de educação ambiental e, também, a organização social dos pescadores, para que haja uma condição melhor de comercialização e, assim, minimizar o impacto das compras por atravessadores. Portanto, a gente ficou feliz com o resultado, apesar de que precisamos integrar mais esforços de outros parceiros para que todos possam proteger e conservar ainda mais o meio ambiente dentro das UCs do Lago de Tucuruí”, ressaltou a gerente.

Foto: Divulgação

 


Diálogo – Ainda como parte das ações simultâneas e alinhadas aos eixos temáticos prioritários no Mosaico de UCs Lago de Tucuruí, foram realizadas capacitações com as comunidades da Área de Proteção Ambiental (APA), reuniões de planejamento para a “Semana do Meio Ambiente” em parceria com a Prefeitura Municipal de Tucuruí e o Instituto Federal do Pará (IFPA) Campus Tucuruí.

Também houve uma expedição à ilha de germoplasma da Eletrobrás Eletronorte com pesquisadores da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Amazônia Oriental), juntamente com a equipe técnica do Ideflor-Bio. As atividades encerraram com a primeira reunião do Conselho Gestor do Mosaico Lago de Tucuruí, além de visitas técnicas com a presença do titular da Diretoria de Gestão e Monitoramento das Unidades de Conservação do Ideflor-Bio (DGMUC), Clésio Santana.

Fonte: Agência Pará