Adepará aumenta fiscalização sobre transporte irregular de animais e vegetais na região sudeste

Só nestas duas primeiras semanas de novembro, foram 172 fiscalizações e seis multas aplicadas
(Foto: Sidney Oliveira / Agência Pará / Arquivo)

A Agência de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará) intensificou o serviço de fiscalização volante na região sudeste paraense. O objetivo é coibir o transporte irregular de animais e vegetais. Nas duas primeiras semanas do mês de novembro, foram realizadas 172 fiscalizações e lavrados seis autos de infração por trânsito sem a Guia de Trânsito Animal (GTA). Durante a fiscalização, também é feito um trabalho de educação sanitária.

“Conversamos com os motoristas e produtores. Buscamos conscientizar o produtor sobre a obrigatoriedade de emissão da guia antes do embarque do animal e que o documento deve o acompanhar durante todo o percurso. Também aproveitamos para falar sobre a notificação da vacina contra a febre aftosa e da atualização cadastral na Adepará”, explica Daniella Dias, gerente regional de Redenção.

Todas as cargas de animais vivos precisam estar com a GTA em dia, assim como os produtos vegetais necessitam da Permissão de Trânsito Vegetal (PTV). No transporte de animais, são exigidos ainda exames de sanidade, como atestados de vacinação contra a brucelose e a febre aftosa. As fiscalizações são feitas por médicos veterinários, engenheiros agrônomos, auxiliares de campo e técnicos agropecuários.


No sudeste, as fiscalizações ocorreram nos municípios de Redenção, Conceição do Araguaia, Pau D’arco, Cumaru do Norte, Santa Maria das Barreiras e Santana Do Araguaia. O trabalho foi desenvolvido pelos fiscais estaduais agropecuários Leandro Lopes, Normando Rolim, Adra David e Suelen Ribeiro; pelos agentes fiscais agropecuários Paulo Henrique e Paulo de Sena e pelo auxiliar de campo Izomar Caldas.

(Fonte: Adepará, com edição da Redação Fato Regional)

Compartilhar essa matéria

Veja também

fechar
%d blogueiros gostam disto: