Adepará promove Curso de Agente vacinador para Brucelose

Durante todo o mês de abril, serão realizados cursos em seis municípios paraenses: Ipixuna do Pará, Ulianópolis, Santa Luzia do Pará, Rondon do Pará, Tomé Açu e Tucuruí
Foto: Ilustrativa

A Agência de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará) promove, a partir da próxima segunda-feira (18/04) o “Curso de Agente vacinador para a Brucelose”. Durante todo o mês de abril, serão realizados cursos em seis municípios paraenses: Ipixuna do Pará, Ulianópolis, Santa Luzia do Pará, Rondon do Pará, Tomé Açu e Tucuruí.

O curso integra as ações do Programa Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose e da Tuberculose Animal (PNCEBT) do Ministério da Agricultura,Pecuária e Abastecimento (MAPA), que foi instituído em 2001 com o objetivo de diminuir o impacto negativo dessas doenças na saúde comunitária, a fim de promover uma maior competitividade da pecuária paraense.

Segundo o cronograma divulgado pela Agência, em abril o curso inicia pelo município de Ipixuna do Pará, no nordeste do Estado. A gerente do Programa Márcia Penna, explica que somente médicos veterinários cadastrados no serviço oficial de defesa sanitária podem vacinar os animais. “O Programa de Brucelose preconiza a realização de cursos para que mais pessoas possam praticar a vacina a nível de campo porque ela é específica, só pode ser praticada por veterinários cadastrados e seus agentes vacinadores ou o serviço oficial de defesa sanitária”.

De acordo com a gerente, os cursos são ministrados pelos próprios técnicos da Adepará e o objetivo é aumentar o número de profissionais aptos a realizar esse serviço em todos os municípios do Estado. “Os agentes vacinadores ficam sob responsabilidade de veterinário cadastrado no município ou da agência se não houver veterinário cadastrado no município, a Adepará promove cursos para que essa capilaridade aumente e seja ampliada cada vez mais a vacinação e o índice de rebanho vacinado.”

A capacitação de médicos veterinários, tanto oficiais quanto particulares, é uma das medidas para garantir a qualidade técnica das ações do Programa da Brucelose no Pará. Até o final de junho deste ano, a previsão é que um total de  20 cursos de agentes vacinadores sejam realizados em todo Estado.


Brucelose e Tuberculose

A brucelose e a tuberculose são zoonoses que causam grandes prejuízos à pecuária. O programa introduziu a vacinação obrigatória contra a brucelose bovina e bubalina em todo o território nacional e definiu uma estratégia de certificação de propriedades livres ou monitoradas e que ofereçam ao consumidor produtos de baixo risco sanitário. Devem ser vacinadas todas as fêmeas bovinas e bubalinas entre 3 e 8 meses, somente uma vez na vida.

Fonte: Agência Pará
Compartilhar essa matéria

Veja também

fechar