Agricultor de Redenção dá a volta por cima três anos depois de perder tudo em inundação

O escritório local da Emater atende a pequenos agricultores e produtores que trabalham com gado, horticultura, criação de galinhas caipiras e piscicultura. Claudemar recebeu apoio no recomeço.
Claudemar não se deixou abater frente a uma crise que poderia ser incapacitante. Emater ajudou e ele está de volta com trabalho ainda melhor. (Foto: Ascom Emater)

Em 2018, o agricultor Claudemar Pereira, de 42 anos, perdeu tudo devido uma inundação em Redenção, no sul do Pará. A chácara dele fica na localidade Rio Acaba Seco. Mas ele não desistiu. Com o apoio do escritório local da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), conseguiu se reerguer e retomar a produção de peixes e hortaliças.

“Muitos vizinhos foram embora depois da enchente. Eu persisti e 45 dias depois eu já consegui colher e levar alguns produtos para a feira. O apoio da população e da Emater foram essenciais para eu voltar a produzir e hoje consigo até produzir mais do que antes. O que aconteceu foi como uma escola para eu não desistir do meu objetivo”, relembrou Claudemar.

Atualmente, o produtor rural já produz cerca de 300 quilos de peixes por mês e mil móis (maços) mensais de hortaliças. O recomeço não foi simplesmente fácil. Contudo, já era acompanhado pela Emater desde 2010 e tinha com quem contar.

 

A horta de Claudemar está ainda mais produtiva três anos depois da inundação (Foto: Ascom Emater)

 

“Fomos à propriedade dele e vimos o prejuízo com a perda total de sua produção. As hortaliças, os peixes e todas as criações foram levados pela água, restando apenas a casa”, recorda Clemilda Guimarães, engenheira agrônoma e uma das técnicas da equipe do escritório local da Emater em Redenção, que prestou assistência técnica ao trabalhador rural.

Para o chefe do escritório local da Emater em Redenção, Jadson Feitosa, o interesse do agricultor em manter a produção com a orientação técnica qualificada foi essencial para que ele pudesse virar o jogo e reerguer a propriedade.

“O Claudemar sempre foi muito disponível e aberto a informações. Também sempre foi um grande parceiro, abrindo a sua propriedade para a realização de cursos e treinamentos. É uma pessoa querida também pela população e todos buscaram ajudá-lo a reconstruir sua propriedade”, disse Jadson Feitosa.


O escritório local da Emater em Redenção atende a pequenos agricultores e produtores que atuam desde a produção de gado, passando pela horticultura, criação de galinhas caipiras e piscicultura.

(Da Redação Fato Regional, com informações da Emater)

Compartilhar essa matéria

Veja também

fechar
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
%d blogueiros gostam disto: