domingo, 23 de junho de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

Após apelo de Lula a Joe Biden por vacinas, Planalto divulga conteúdo de carta do presidente dos EUA a Bolsonaro

Carta enviada por Biden a Bolsonaro data de 26 de fevereiro e ressalta que os laços entre os países existe, sem "limites para o que Brasil e os EUA podem conquistar juntos"
(Foto: Reprodução / Twitter do Presidente Joe Biden @POTUS)

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) fez um apelo a Joe Biden, presidente dos Estados Unidos da América (EUA): que as vacinas excedentes, algo que estava para ocorrer na campanha de imunização estadunidense, fossem repassadas ao Brasil. O petista fez essa solicitação em meio ao segundo e ainda pior pico da covid-19 no Brasil.

Contrariado com o movimento internacional de alguém que não está o cargo de presidente da República, a Secretaria Especial de Comunicação do Planalto (Secom) divulgou o conteúdo de uma carta, de Joe Biden, ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Foi uma resposta, mas que no final, não disse muita coisa. Afinal, se tratava de um agradecimento à mensagem de parabéns ao novo presidente dos EUA pela posse.

Leia a nota da Secom:

“Em atenção à mensagem de cumprimentos recebida por ocasião de sua cerimônia de posse como 46º presidente dos Estados Unidos da América, o Presidente Joe Biden dirigiu carta de agradecimento ao presidente Jair Bolsonaro, datada de 26 de fevereiro último.

Ao referir-se às diversas vezes em que esteve no Brasil como vice-presidente, o presidente Biden sublinhou que não há limites para o que o Brasil e os EUA podem conquistar juntos. Destacou que as duas nações compartilham trajetória de luta pela independência, defesa de liberdades democráticas e religiosas, repúdio à escravidão e acolhimento da composição diversa de suas sociedades.

Após enfatizar a responsabilidade comum dos dois líderes em tornar o Brasil e os EUA mais seguros, saudáveis, prósperos e sustentáveis para as gerações futuras, o presidente Biden saudou a oportunidade para que ambos os países unam esforços, tanto em nível bilateral quanto em fóruns multilaterais, no enfrentamento aos desafios da pandemia e do meio ambiente, em alusão ao caminho para a COP26 e para a Cúpula sobre o Clima, esta última a ser sediada pelos EUA em 22 de abril próximo.


Ao final, o presidente Biden salientou que seu governo está pronto para trabalhar em estreita colaboração com o governo brasileiro neste novo capítulo da relação bilateral.”

(Da Redação Fato Regional)