sexta-feira, 12 de abril de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

Alguns pontos sobre a atividade garimpeira no Brasil

J. Sousa, cidadão de Ourilândia do Norte, sul do Pará, garimpeiro. Foto: Divulgação.

Em resposta à essa matéria jornalística do *g1.globo.com, de forma resumida, analisaremos alguns pontos:

1. Só existe garimpo irregular ou em alguns lugares ilegal porque as grandes mineradoras são donas de todos os direitos minerários ricos e com depósitos de minérios garimpáveis que ocupamos há muito tempo;

2. Há mais de 500 anos, a atividade garimpeira existe no Brasil;

3. O garimpeiro, no decorrer da sua história, trabalhou incansavelmente pelo desenvolvimento socioeconômico do nosso país;

4. Os entes federativos regularizam às atividades extrativistas das grandes mineradoras;

5. Porque não regularizar essas mesmas atividades para os pequenos mineradores?

6. Da mesma forma, por que não regularizar para os garimpeiros?

7. Por que o braço repressivo do Estado comete terrorismo, destruindo com fogo as ferramentas de trabalho dos garimpeiros?

8. Já que o Estado destrói os equipamentos dos garimpeiros, por que não devolve os impostos pagos, quando da aquisição desses mesmos equipamentos?

9. Quando o garimpeiro, faz a aquisição de equipamentos industrializados, adquiri combustíveis, compra gênero alimentício, de limpeza e contrata serviços, ele aquece a economia, desde a indústria, passando pelo comércio, gerando emprego e renda, além de abastecer os cofres dos governos, federal, estadual e municipal com uma elevadíssima carga tributária;

10. Quando o garimpeiro extrai o ouro, ele está tirando do subsolo uma riqueza mineral que, até então, não tinha nenhum valor econômico. Ora para que serve o ouro inatingível? Ele só gera riquezas, após ser extraído e colocado em circulação;

11. Garimpeiro não é bandido. Ele não faz parte de organização criminosa. Infelizmente, vem suportando no limite as calúnias, as injúrias, as difamações, bem como, os ataques terroristas, praticados pelas autoridades que tem a obrigação de lhe defender, porém, não lhe defende, pelo contrário, lhe massacra, querem a sua exterminação. À imprensa maldita, infla às autoridades contra o garimpeiro, sem respeitar a Constituição Brasileira e muito menos os seus direitos fundamentais. O homem trabalhador, a mulher trabalhadora, os jovens, os adolescentes e até mesmo as crianças, que nos garimpos estão, juntos aos seus pais, trabalhando em família, cuja família, faz parte da classe mais pobre dessa nação, constantemente, sofre todo tipo de perseguição de forma irracional, praticada por ambientalistas hipócritas, que difamam o trabalhador tradicional com a sua cultura secular, mas não deixam de usarem jóias preciosas de ouro fino, cujo metal precioso foi extraído por essas mesmas famílias perseguidas;

12. Só precisamos de um lugar para trabalhar para sustentar nossas famílias e ajudar a gerar renda nas pequenas e esquecidas cidades do interior dessa nação. É obrigação do estado criar as reservas Garimpeiras, mas isso não foi feito! O que fazer?

 

 

Autor: J. Sousa, cidadão de Ourilândia do Norte, sul do Pará, garimpeiro e servo do Deus altíssimo.

 


Obs: Vale ressaltar que a opinião deste artigo assinado não reflete necessariamente a linha editorial do portal

 

* https://g1.globo.com/google/amp/meio-ambiente/noticia/2021/12/01/6-pontos-para-entender-como-funciona-a-extracao-do-ouro-no-brasil-e-por-que-a-fiscalizacao-do-garimpo-e-ineficiente.ghtml