Celpa promove Caravana da Negociação em Tucumã

Moradores poderão negociar e renegociar débitos com flexibilidade e trocar lâmpadas.

O município de Tucumã, no sudeste paraense, recebe mais uma vez o mutirão de atendimentos da Celpa, que oferece aos clientes negociação e renegociação de débitos acima de 90 dias com maior flexibilidade, cadastro no Programa Tarifa Social de Energia Elétrica, troca de lâmpadas incandescentes ou fluorescentes por lâmpadas de LED e diversos outros serviços. Os atendimentos começaram no dia 12 e seguem nos dias 13, 14, 16 e 17 de agosto.

Nos três primeiros dias, a Caravana da Negociação estará no Centro Comunitário do bairro Vale das Rosas, na Avenida Pitanga, no horário das 8h30 às 17h30, e também vai oferecer a troca de lâmpadas nestes dias. Já nos dias 16 e 17 de agosto, os atendimentos ocorrem na Praça Ronan Magalhães, no centro da cidade. Na sexta, o horário é de 8h30 às 17h30 e no sábado, das 8h às 12h.

Para a troca de lâmpadas, o cliente precisa levar documentos pessoais, estar em dia com a concessionária e levar até 5 lâmpadas que estejam em funcionamento. A Caravana da Negociação é promovida pela Celpa em parceria com a Prefeitura Municipal por meio da Secretaria de Assistência Social, e com o Ministério Público Estadual.

Esta é a terceira ação que a concessionária promove no município somente em 2019. Nas duas primeiras, foram atendidos cerca de 1100 clientes. Para o líder de cobrança da Celpa, Erik Soares, a expectativa é que novamente a Caravana seja bem recebida pelos moradores. “Todas as vezes que realizamos ações em Tucumã, somos bem atendidos pela população, que comparece para resolver suas pendências e também trocar lâmpadas, que por serem de LED, são capazes de reduzir muito o valor da conta de energia. Nestes dias de atendimento, também teremos a Semana de Conciliação no Fórum do município, quando vamos receber clientes que possuem ações junto ao órgão”, explica Erik.


No período da Caravana da Negociação, também vão ser atendidos clientes de municípios vizinhos, como Ourilândia do Norte, São Félix do Xingu e Água Azul do Norte.

 

 

Da Redação Fato Regional com informações

Compartilhar essa matéria

Veja também

fechar