domingo, 23 de junho de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

Cinco suspeitos de atacar acampamento em Eldorado do Carajás são presos

Polícia Civil confirmou as prisões e agora segue em busca do mandante.
Armas apreendidas pela PC na operação Labaredas do Carajás. (Foto: Polícia Civil)

A Polícia Civil prendeu em flagrante cinco suspeitos de um ataque ao acampamento Osmir Venuto da Silva, que fica próximo ao complexo de fazendas Surubim, entre os municípios de Eldorado do Carajás e Sapucaia, sudeste do Pará. As prisões ocorreram no sábado (19). Resta agora apenas identificar e prender o mandante. O delegado-geral, Walter Resende, destacou que a ação das forças de segurança do Pará ocorreram em pouco tempo, dando resposta rápida aos crimes.

Nesta segunda (21), a Polícia Civil divulgou os detalhes da operação Labaredas do Carajás. Foram cumpridos mandados de prisão e busca e apreensão no complexo de fazendas Surubim, de Amilcar Yamin e da filha dele, Adriane Yamin (ex-namorada do piloto Ayrton Senna). A propriedade é imensa e se expande pelos limites entre Xinguara, Eldorado do Carajás e Parauapebas. Um trecho da fazenda está em disputa judicial, pois envolve uma terra da União. Um dos mandados foi em um hotel de Eldorado do Carajás.

Resende acredita que o mandante do crime tentou se adiantar a uma decisão judicial, justamente sobre as terras em questão, e acabou conduzindo uma espécie de reintegração de posse — sem posse e sem direito — ilegal. Mesmo que houvesse uma decisão judicial, somente as forças de segurança podem executar.

O ataque ocorreu no final da noite do dia 14. Os camponeses do acampamento relataram ter sido vítimas de quatro pistoleiros armados. Usaram explosivos, incendiaram barracos, fizeram disparos de armas de fogo e agrediram trabalhadores rurais.

“Após diversas diligências investigativas, verificou-se que seis pessoas estariam envolvidas na empreitada criminosa. Houve representação por parte da autoridade policial pelo meio cautelar de prova de busca e apreensão domiciliar, tendo sido a medida deferida pelo juízo da Vara Criminal de Parauapebas” disse o delegado-geral da PC, Walter Resende.

LEIA A HISTÓRIA ORIGINAL COMPLETA, EM FATO REGIONAL:

Ataque a trabalhadores rurais em Eldorado do Carajás está sendo investigado pelo MPF

Foram presos quatro homens na área da fazenda. E mais um que estava em um hotel. Com o grupo preso pela PC, foram apreendidos uma pistola do calibre 380, dois revólveres calibre 38, um revólver calibre 32, três espingardas e inúmeras munições. Entre as armas apreendidas, estão as utilizadas no crime e os galões de gasolina e aparelhos celulares dos investigados.

(Foto: Divulgação)

O ataque, mais uma vez, deixou famílias de trabalhadores rurais do acampamento em pânico. Historicamente, os camponeses sofrem com a violência. O Osmir Venuto da Silva existe há mais de oito anos e restam cada vez menos famílias devido ao perigo. Agora são 35 ao menos.

O Ministério Público Federal (MPF) também solicitou investigação sobre o fato. No último, o titular da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), delegado Alberto Teixeira, recebeu uma comissão de movimentos sociais e representantes dos trabalhadores da área do Osmir Venuto da Silva.


Na reunião, Teixeira garantiu que iria formar um grupo de trabalho multidisciplinar do Governo do Pará, incluindo as forças policiais, e acionar o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e Instituto de Terras do Pará (Iterpa). As investigações para elucidar o crime continuam em andamento.

(Da Redação Fato Regional)