É possível ter vacina pronta para registro em outubro, segundo Butantan

No momento, a CoronaVac está em testes clínicos em 9 mil voluntários de 12 centros de pesquisa de cinco estados e do Distrito Federal
Divulgação | Governo de SP

A vacina CoronaVac, da farmacêutica chinesa Sinovac, pode estar pronta para registro em outubro. Essa é a previsão de Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan. “O processo de preparo para a formulação e o envase já se iniciou. Todos os processos de controle de qualidade e validação já se iniciaram. Então, poderemos ter a vacina”, afirmou Covas em uma audiência pública virtual da Câmara dos Deputados, conforme o site UOL publicou.

A grande pergunta, segundo Covas, é quando a vacina estará registrada e aprovada para finalmente começar a ser utilizada. “Sou muito otimista. Acho que um prazo razoável seria janeiro de 2021 dado o desempenho até o presente momento”, afirmou.

No momento, a CoronaVac está em testes clínicos em 9 mil voluntários de 12 centros de pesquisa de cinco estados e do Distrito Federal. A previsão é que esses ensaios sejam concluídos pelo Instituto Butantan entre o final de outubro e o início de novembro.

Como são realizados os testes

Entre os voluntários recrutados, metade receberá duas doses do imunizante num intervalo de 14 dias e a outra metade receberá duas doses de placebo, uma substância com as mesmas características, mas sem os vírus, ou seja, sem efeito.


Essas pessoas serão monitoradas pelos centros de pesquisa por meio de exames entre aqueles que tiverem sintomas compatíveis à Covid-19. Assim, poderá ser verificado posteriormente se quem tomou a vacina ficou de fato protegido em comparação a quem tomou o placebo.

Fonte: Catraca Livre

Compartilhar essa matéria

Veja também

fechar
%d blogueiros gostam disto: