Em enquete, maioria quer Enem em maio

Dos 5,8 milhões de inscritos, mais de 1,1 milhão participou da votação

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) e o Ministério da Educação (MEC) anunciaram na quarta-feira, 1º, que cerca de 50% dos estudantes inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) que participaram de uma enquete para definir a nova data do exame preferem que a prova seja realizada em maio do ano que vem – outros 35% preferiram janeiro. A data definitiva deve ser divulgada em até três semanas.

O exame foi adiado em maio deste ano por causa da pandemia do novo coronavírus. Dos 5,8 milhões de inscritos, mais de 1,1 milhão participou da votação. Com esse dado, reuniões com o Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e representantes de instituições de ensino serão realizadas para definir a nova data.

Secretário executivo do MEC, Antonio Paulo Vogel explica que, apesar do resultado, a escolha pelo mês de maio pode afetar o calendário das instituições de ensino superior. Por isso, ainda haverá a discussão com as entidades. “Sobre a escolha, de fato, tem a dificuldade, (porque) vai prejudicar o primeiro semestre do ano que vem. Não vai ter a nota para entrada no primeiro semestre. É uma variável que será levada em consideração.”

Na ocasião, foi divulgado também que o Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), realizado pelos concluintes da graduação, não ocorrerá neste ano. “A prova só será em 2021. Temos um problema de conclusão dos cronogramas das instituições. Vamos avisar a data. Precisamos saber como será a retomada das aulas no ensino superior”, disse Alexandre Lopes, presidente do Inep.


Questionado sobre possíveis dificuldades para organização das atividades da pasta diante da falta de um ministro da Educação, Vogel afirmou que as ações não estão sendo afetadas.

 

 

Fonte: Agência Estado

Compartilhar essa matéria

Veja também

fechar
%d blogueiros gostam disto: