IFPA ganha infraestrutura para projeto de Piscicultura

IFPA Tucuruí vai investir R$ 4,6 milhões em projeto de aquicultura na região. Recursos são oriundos de emenda impositiva e deve proporcionar desenvolvimento do setor pesqueiro.
Projeto visa ampliar o setor de psicultura de cursos do IFPA em Tucuruí | Ideflor Bio

OInstituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (Ifpa) em Tucuruí terá R$ 4,6 milhões em verba pública para desenvolver projetos de infraestrutura para a produção de peixe e camarão na região do lago de Tucuruí. O recurso destinado é proveniente de emenda impositiva e vai proporcionar o desenvolvimento do setor de aquicultura na região por meio de projetos desenvolvidos pelo Núcleo Integrado de Pesquisas & Projetos de Engenharia – Nipe-Ifpa.

Com o recurso garantido via emenda parlamentar, será possível destravar o projeto que prevê a construção de diversos tanques escavados, galpões, laboratórios, infraestrutura e urbanização adequados para produzir alevinos e matrizes de camarão.

Segundo o professor Luciano Queiroz, a implantação do projeto pretende permitir o desenvolvimento do nível de formação de alunos dos cursos de Engenharia de Pesca e Técnico em Aquicultura, já implantados no Campus do IFPA em Tucuruí.

A implantação do projeto pretende permitir o desenvolvimento do nível de formação de alunos dos cursos de Engenharia de Pesca e Técnico em Aquicultura
 A implantação do projeto pretende permitir o desenvolvimento do nível de formação de alunos dos cursos de Engenharia de Pesca e Técnico em Aquicultura | Divulgação

Em paralelo e a partir da construção de Parcerias Público-Privadas (PPP’s), o projeto busca o fornecimento de alevinos e camarão para o cultivo do pequeno e médio produtor, com assessoria técnica para garantir a sustentabilidade, aumentar a produção em escala e permitir a cadeia da industrialização em Tucuruí, beneficiando toda a região.

Segundo o coordenador do Nipe, Midson Cardoso, o recurso é importante para a região, pois reafirma o propósito do Núcleo, criado para gerar estágios e promover o desenvolvimento da região. “A captação deste recurso vai gerar empregos diretos e indiretos, tanto na fase de obras quanto com o funcionamento definitivo Núcleo de Desenvolvimento de Aquicultura (NDA)”, explica do coordenador.

Térlys Silva, da coordenação do Nipe, diz que o investimento é fruto de muito trabalho dos envolvidos no projeto que mescla engenharia, educação, piscicultura e meio ambiente. O foco é desenvolver a região, fortalecer a instituição e a economia, a fim de resolver um problema muito antigo desta região do lago, que é o desenvolvimento socioeconômico”, enfatiza.

Será possível destravar o projeto que prevê a construção de diversos tanques escavados, galpões, laboratórios
 Será possível destravar o projeto que prevê a construção de diversos tanques escavados, galpões, laboratórios | Divulgação

O Diretor Geral do Ifpa Campus Tucuruí, Anderson Barbosa, reafirma explica que o desenvolvimento do projeto será um marco para a educação e para a economia da região, o que está alinhado a missão do Ifpa que é desenvolver o ensino, a pesquisa, a extensão e a inovação para o desenvolvimento regional sustentável.


Com o recurso garantido, o projeto entra em fase de licitação para a construção dos empreendimentos sendo a expectativa de conclusão das obras em até 2 anos.

 

 

 

DOL Carajás com informações de Dinho Santos

Compartilhar essa matéria

Veja também

fechar