Imagens fortes: flanelinha é executado dentro de hospital particular em Manaus. Veja!

O flanelinha Toni Francenilton Ferreira dos Santos, 32 anos, foi executado na noite da última quarta-feira (25) dentro do Hospital Santa Júlia, localizado na Avenida Ayrão, zona centro-sul de Manaus . Conforme as primeiras informações, mais de 20 disparos de arma de fogo foram ouvidos no local. Imagens de câmeras de segurança gravaram toda ação e o pânico de pacientes, acompanhantes e funcionários.

Em coletiva na sede da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), no bairro Jorge Teixeira, Zona Leste de Manaus, o delegado Raphael Campos, adjunto da DEHS, contou que após o crime, as equipes da polícia iniciaram a investigação. Foram ao local ouvir as testemunhas e solicitaram as imagens das câmeras de segurança.

Segundo informações das testemunhas, às 20h, 4 homens, em um carro modelo Gol, de cor Branca, chegaram ao local. Quando avistaram a vítima, 3 homens armados desceram do carro e realizaram vários disparos. “Peteleco”, para fugir dos infratores, entrou no Hospital Santa Júlia. Dois homens o perseguiram e, ao cair no chão, o executaram. Ele ainda foi socorrido pelo hospital, mas não resistiu e faleceu. A ação dentro da unidade de saúde foi registrada pelas câmeras de segurança. Assista:

De acordo com o delegado, a vítima já tinha cometido diversos delitos pelo Centro da cidade e respondia por furto. Os familiares contaram à polícia que “Peteleco” era usuário de drogas e a polícia suspeita que o crime foi um “acerto de contas”.

Vinte minutos após o crime, Nickson, ferido com o tiro de raspão na cabeça, foi até o Hospital 28 de Agosto, na Zona Centro-Sul, procurar atendimento. Ele contou que foi assaltado e tinha levado um tiro na cabeça. Mas não soube sobre como e onde foi o fato.


Os policiais militares da 24ª Companhia Iterativa Comunitária (Cicom), foram chamados para verificar a situação. Após receber alta, foi levado ao 1° Distrito Integrado de Polícia (DIP). Na delegacia, uma das testemunhas reconheceu Rickson com um dos autores do crime. O carro usado no crime foi encontrado próximo à casa do suspeito. Então ele foi preso em flagrante e apresentado na manhã desta quinta-feira (26), na DEHS.

O delegado contou que o ferimento na cabeça, possivelmente tenha sido de um tiro disparado por um comparsa que por acidente, acertou Rickson. A polícia continua investigando o caso para chegar aos outros suspeitos pelo crime.

Compartilhar essa matéria

Veja também

fechar