Jovem de Altamira foi morto por um tiro de pistola no Rio de Janeiro, diz polícia

Fragmentos de projéteis retirados do corpo de Marcos Winícius identificaram tipo de arma

A polícia concluiu que o paraense Marcos Winícius Tomé Coelho de Lima, de 20 anos, foi morto por tiro de pistola, classificada como arma curta. A perícia conseguiu retirar fragmentos de projéteis do corpo do estudante de farmácia, encontrado com quatro tiros em Nova Iguaçu (RJ), na Baixada Fluminense. Agora, a perícia examina o material para determinar o calibre do armamento.

Levantamento feito no local onde o corpo foi achado, na última sexta-feira, 9, não encontrou sinais de tortura em Marcos Winícius. A morte do rapaz natural de Altamira é um mistério para a família e amigos da vítima, que cursava farmácia na UFRJ.


Com futuros laudos a partir de exames complementares, a polícia espera determinar o horário provável da execução do jovem. Ainda há dúvida também se Marcos foi morto no local onde foi achado, numa rua quase às margens da rodovia Presidente Dutra, no bairro Engenho Pequeno, em Nova Iguaçu, ou se foi assassinado em outro local e teve o corpo abandonado na Baixada.

 

Com informações do Extra

Compartilhar essa matéria

Veja também

fechar
%d blogueiros gostam disto: