Luxa já vê uma característica sua no Palmeiras: ‘Se perde a bola, pressiona’

Em sua reestreia pelo clube, técnico gostou da pressão feita quando o Atlético Nacional roubava a bola do Verdão e, apesar do 0 a 0 na Florida Cup, fez elogios a Lucas Lima e Dudu

A reestreia de Vanderlei Luxemburgo pelo Palmeiras não teve gols, com vitória sobre o Atlético Nacional após disputa com 20 pênaltis, na Florida Cup. Mas o técnico gostou de Dudu, Lucas Lima e, principalmente, da execução da postura que quer implantar no time: reação imediata de recuperar a bola quando a perde, exatamente como viu seus jogadores fazerem diante dos colombianos.

– Tivemos uma coisa muito boa, que treinei: o perde e pressiona. Roubamos bolas no ataque. No segundo tempo, tivemos chance de ir para dentro do gol, e vou trabalhar muito em cima disso. Faltou um pouco a ligação dos meias com a frente, mas achei o Lucas Lima diferente de outras vezes, dando combate, roubando bolas, fazendo falta, coisa que não estava predisposto a fazer. E o baixinho lá pela direita incomoda o adversário, e vou treinar muito isso. O Luiz Adriano sai muito da área, preciso de alguém que entre ali – explicou.

O técnico ainda valorizou o adversário, apontando que o Atlético Nacional, campeão da Libertadores de 2016, sabe atuar em partidas importantes. Mas aprovou o desempenho do Palmeiras.

– Jogamos contra uma equipe acostumada a jogos importantes e da escola sul-americana. Foi bom, vamos começando a entrar no ritmo de jogo. Obrigo a nossa equipe a ter de forçar mais. Gostei muito da atuação – afirmou, rindo sobre os 100% de aproveitamento do Verdão em dez pênaltis batidos.

– Pênalti é uma coisa que não gosto de treinar. É emocional mesmo. Já perdi e ganhei campeonato com pênalti. Falei: ‘rapaziada, relaxa, vai lá e bate. Se for tenso, não vai fazer o gol’. Eles fizeram bem – sorriu, explicando o planejamento de treino na manhã de quarta-feira, quando o time atuaria à noite.


– Dentro do planejamento, foi bom. Estou em pré-temporada, não tem motivo para deixar de treinar de manhã e de tarde. Falei que ia trazer o jogo para dentro da pré-temporada e o time jogou 45 minutos forte. Não senti nenhum desgaste – avaliou.

 

 

Fonte: LANCE!

Compartilhar essa matéria

Veja também

fechar
%d blogueiros gostam disto: