domingo, 3 de março de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

Operação da PF contra desmatamento na Terra Indígena Ituna-Itatá cumpre mandados de prisão e busca e apreensão

A operação 'Contragolpe' investiga a destruição de um veículo do Governo do Estado e destruição de pontes entre Altamira e Senador José Porfírio
A operação foi deflagrada na sexta-feira, 29 de setembro, após um ataque dos investigados contra servidores, que resultou num veículo do Governo do Pará destruído (Foto: Polícia Federal)

Após a destruição de 15 pontes e de um veículo do Governo do Pará, a Polícia Federal deflagrou a operação “Contragolpe”, na Terra Indígena Ituna-Itatá. O território já demarcado fica entre os municípios de Altamira e Senador José Porfírio, região sudoeste no estado. As ações estaduais e federais são para combate ao desmatamento ilegal na área.

A operação foi deflagrada na última sexta-feira (29 de setembro). Na ação, foram cumpridos 11 mandados de busca e apreensão, além de mandados de prisão preventiva contra pessoas suspeitas de envolvimento nos crimes investigados. Esse ataque, afirma a PF em nota publicada nesta terça-feira (3), havia sido para impedir a ação policial de combate ao desmatamento na área.

Foram apreendidos celulares e documentos que serão usados no auxílio das investigações e na conclusão do inquérito policial. Diante dos fatos, os presos foram levados ao presídio, em que estão à disposição da Justiça. A operação teve o apoio da Polícia Rodoviária Federal, Ibama, Adepará e Força Nacional.

(Da Redação do Fato Regional)


LEIA MAIS, NO FATO REGIONAL:

Siga o Fato Regional no Facebook e no Instagram!