domingo, 3 de março de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

Operação da Polícia Federal investiga fraudes bancárias no Pará, no Maranhão, em Goiás e em São Paulo

Operação 'Usuário Bloqueado': estão sendo cumpridos 30 mandados judiciais, sendo mais da metade deles no Pará, em Redenção, Belém e Parauapebas. Os locais não foram divulgados para preservar as investigações.
Vários documentos, cartões e outros elementos foram apreendidos para a investigação (Foto: Polícia Federal)

Fraudes bancárias eletrônicas estão sendo investigadas pela Polícia Federal no Pará, no Maranhão, em Brasília e em São Paulo. Na manhã desta sexta-feira (28), foi deflagrada a operação “Usuário Bloqueado”. Os crimes investigados teriam sido cometidos entre janeiro de 2021 e março de 2022. Empregados da Caixa podem ter participado diretamente dos crimes que resultaram em R$ 2,5 milhões em prejuízos.

Na operação, estão sendo cumpridos 30 mandados de busca e apreensão. Desses, 18 são em cidades do estado do Pará, 9 em Goiás, 2 no Maranhão e 1 em São Paulo. Dos 18 mandados no Pará, 9 foram em Redenção, 7 em Belém, um em Parauapebas e um em Breves. Em Redenção, duas pessoas foram presas, sendo uma por posse ilegal de arma e uma por falsificação de documento.

Também estão sendo executadas ordens judiciais de apreensão e bloqueio de bens e valores, com o intuito de descapitalizar a estrutura criminosa e recuperar os ativos desviados. Cinco integrantes envolvidos no esquema foram afastadas das funções.

“As investigações foram iniciadas após o recebimento de informações oriundas da Caixa Econômica Federal, sobre indícios de fraudes praticadas por meio da alteração nas credenciais de acesso ao sistema realizadas por empregados do banco. As alterações permitiam que o grupo criminoso transferisse valores para contas bancárias de terceiros integrantes da organização. Até o momento, foram identificados 842 registros de ocorrência ilícita formalizados pelos clientes junto à instituição financeira”, diz nota da PF sobre a operação.

São investigados os crimes de organização criminosa, furto qualificado mediante fraude em ambiente cibernético, inserção de dados falsos em sistema de informações e lavagem de dinheiro.

Balanço até as 8h45

  • Três prisões em flagrante: duas por posse ilegal de arma de fogo e uma por posse de droga
  • R$ 33.000,00 apreendidos em espécie
  • Cinco carros apreendidos

Locais onde os mandados foram cumpridos:

  • Redenção: 9
  • Parauapebas: 1
  • Belém: 7
  • Breves: 1
  • São Luís (MA): 2
  • São Paulo  (SP): 1
  • Valparaíso (GO): 8
  • Luiziânia (GO): 1

LEIA MAIS, NO FATO REGIONAL:

(Da Redação do Fato Regional)