Pará deve receber 1 milhão de turistas no ano de 2023; R$ 750 milhões podem ser injetados na economia estadual

O levantamento é do Dieese e da Setur, que contabilizaram 938 mil turistas no estado em 2022, com uma injeção de R$ 662 milhões na economia do estado
Em 2022, o Pará recebeu cerca de 938 mil turistas e tem potencial para ultrapassar 1 milhão neste ano (Foto: Pedro Guerreiro / Agência Pará)

O Pará recebeu mais de 938 mil turistas em 2022, trazendo um injeção de mais de R$ 662 milhões na economia do Estado. Do total, 900 mil  viajantes foram turistas nacionais e 38 mil turistas internacionais. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Estado de Turismo (Setur) e o analisados pelo Departamento Intersindical de Estatística Estudos Socioeconômicos (Dieese-PA). Os números mostram apenas o início de uma respiro após a crise gerada pela pandemia de covid-19.

Já em 2023, o Pará espera receber mais de 1 milhão de turistas, sendo 990 mil do próprio país (10% a mais) e mais 54 mil estrangeiros (quase 40% a mais). O estudo destaca a relevância para o mercado de trabalho nos setores ligados ao Turismo como transportes, auxiliares do transporte, alojamento ou hospedagem (Hotéis e similares), alimentação (restaurantes, bares, lanchonetes e outros), aluguel de transporte, agência de viagens, cultura e lazer.

“De 2020 a 2022, foi um tempo muito difícil. Anos com custo muito pesado, o setor de serviços principal responsável no turismo tentando restabelecer a ordem. Temos um 2023 e 2024 otimistas, mas ainda nebulosos. Precisamos de investimentos, crédito, capacitação profissional…” comentou o supervisor técnico do Dieese-PA, Everson Costa.

LEIA MAIS, NO FATO REGIONAL:

A meta do turismo paraense é de que sejam gerados R$ 750 milhões em divisas ao estado, 13,3% da receita em comparação a 2022. Essa projeção já leva em conta uma curiosidade inicial de turistas internacionais em relação à Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre a Mudança do Clima (COP 30), que será realizada em Belém, 2025.

“A pesquisa é fundamental para nos mostrar um retrato do cenário atual e também como referência para nos apontar caminhos e direções que devem ser seguidas, onde devemos fortalecer o trabalho, que aspectos são desafios, quais as melhores alternativas e soluções para o desenvolvimento do turismo e fortalecimento de toda a sua cadeia produtiva”, explica o secretário de Turismo do Pará, Eduardo Costa.


(Da Redação do Fato Regional com informações da Agência Pará)

NOS SIGA NO FACEBOOK E NO INSTAGRAM!

Compartilhar essa matéria

Veja também

fechar