Pará tem crescimento de 8,1% no setor de serviços em 2021

O estado se colocou no meio da tabela das porcentagens de serviços, ocupando o 14º lugar no respectivo mês, contrapondo o Acre, com a menor porcentagem -0,5% e Roraima com a maior 21,4%.
Crédito: Reprodução/Agência Brasil

Segundo os dados da Pesquisa Mensal de Serviços divulgada hoje, 13, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o volume de serviços no estado do Pará teve um aumento passando de 6,7% em outubro para 8,1% em novembro, aumentando assim 1,4% na taxa mensal.

O estado se colocou no meio da tabela das porcentagens de serviços, ocupando o 14º lugar no respectivo mês, contrapondo o Acre, com a menor porcentagem -0,5% e Roraima com a maior 21,4%.

Apesar de ter crescido, a taxa do mês de novembro é a quinta mais baixa do ano em comparação com o mês de maio, cujo valor foi de 31,0% no aumento de volume de serviços. Novembro de 2021 somente ficou atrás de outubro com 6,7%, setembro 6,1%, fevereiro 2,3% e janeiro com 2,2% do mesmo ano. Todavia, quando comparado com novembro de 2020, essa taxa foi positiva, tendo mudança de 5,3% para 8,1% no período.

Quando se aborda o acumulado do ano, o estado do Pará alcançou o sétimo lugar nos estados com as maiores taxas, atingindo 13,6%, ficando um pouco atrás de Roraima com 21,5% e Alagoas com 18,6%, estados que atingiram os maiores índices.


O mês de novembro foi o sétimo maior acumulado do ano, alojando-se atrás de julho 16,9%, junho e agosto, ambos com 16,4%, setembro 15,2%, maio 14,5% e outubro 14,2%.

 

 

 

 

 

Com informações do IBGE

Compartilhar essa matéria

Veja também

fechar
%d blogueiros gostam disto: