Perícia revela que corpo encontrado em Salinópolis é de suspeito da morte de PM

A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Segup) informou que o corpo encontrado na noite de terça (29) em Salinópolis, nordeste do estado, é de Fredson Farias da Luz, suspeito de envolvimento na morte do cabo da PM Nilton Sandro de Azevedo Chaves Neves, 46. A confirmação veio após exames realizados pelo Centro de Perícias Científicas Renato Chaves.

O assassinato do PM ocorreu no último dia 21 em Salinópolis. Segundo as investigações, o policial se envolveu em uma discussão com três pessoas, entre elas Fredson da Luz, que teria tomado a arma do policial e o matado a tiros.

Após o crime, quatro pessoas foram assassinadas na região; três em Salinópolis e um em São João de Pirabas, no intervalo de cerca de oito horas e 30 minutos. Os homicídios começaram cinquenta minutos após a morte do policial. No entanto, a PM disse que desconhecia qualquer ligação entre os casos.

O CRIME


A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Salinópolis, havia pedido a prisão de Fredson Farias da Luz, e o mandado foi expedido pela Justiça. O crime contra o policial ocorreu no município, na noite de 21 de janeiro.

O crime ocorreu, segundo a investigação, após uma discussão entre a vítima e três pessoas, entre elas, Fredson da Luz. Os outros dois suspeitos do crime já foram identificados e também estão com prisões decretadas pela Justiça, permanecendo ainda foragidos. As investigações apontaram que, após a discussão, Fredson tomou a arma do militar e o matou a tiros.

Compartilhar essa matéria

Veja também

fechar