PF e PM prendem duas pessoas por transporte de quase 40 toneladas de minério ilegal em Marabá

Proprietário do caminhão e motorista não apresentaram documentação da carga, que pode ser de manganês. Carga ainda está em análise.
(Foto: Polícia Federal)

A Polícia Militar e a Polícia Federal prenderam dois homens, nesta quarta-feira (7), em Marabá, sul do Pará. Um caminhão, carregado com minérios sem procedência lícita comprovada, foi apreendido. Uma investigação agora começa para rastrear a origem dos minérios e qual seria o destino. São, aproximadamente, entre 34 e 40 toneladas de minério semelhante a manganês. O peso e tipo ainda estão sendo analisados.

Aproximadamente às 5h30, a PM de Marabá avistou um caminhão trafegando em alta velocidade pela rodovia BR-230 (Transamazônica). A atitude suspeita chamou a atenção da equipe, que perseguiu o veículo até perto do posto Serra Dourada, no perímetro do quilômetro 2 da rodovia federal. Os policiais então ordenaram a parada do veículo.

Os policiais analisaram documentação, interrogaram o motorista e então verificaram a carga. Foi quando notaram se tratar de minérios e sem qualquer documentação. Os policiais então acionaram a PF, já que se tratava de um crime contra a União. O caminhão e o motorista foram apresentados à Delegacia de Polícia Federal.

Durante a apresentação, o proprietário do caminhão apareceu. Ambos foram questionados sobre a origem do minério e documentação que deveria ser apresentada para esse tipo de transporte, que são Licença de Operação (emitida por órgão ambiental competente) e Guia de Utilização (expedida pela Agência Nacional de Mineração). Nada foi apresentado.


Motorista e proprietário do caminhão foram presos, em flagrante, pelo crime de usurpação de bem da União, previsto no art. 2º, §1°, da Lei 8.176/91. Eles estão à disposição da Justiça. Agora começa uma nova investigação e pode até resultar em uma operação maior.

(Victor Furtado, da Redação Fato Regional, com informações da PF)

Compartilhar essa matéria

Veja também

fechar
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
%d blogueiros gostam disto: