domingo, 23 de junho de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

PF flagra distribuição ilegal de combustível em Parauapebas

Somando todos os vouchers de trocas ilegais, a PF detectou que seriam dados quase 10 mil litros de combustível
Vouchers para receber combustível apreendidos em Parauapebas. Só um posto se comprometeu a doar quase 10 mil litros. (Foto: Polícia Federal)

Neste sábado (14), a Polícia Federal de Marabá flagrou a distribuição ilegal de combustível em Parauapebas, no sul do Pará. A operação ilegal foi monitorada desde o último dia 12, quando a PF cumpriu um mandado de busca e apreensão na sede de um partido, pela operação Boitatá II.

A partir daí, foram feitas investigações em diversos postos de combustível. Em um dos postos, foi apurada a existência de um acordo entre uma coligação (não identificada pela PF) e um posto de combustível local, que teria se comprometido a doar 10 mil litros de combustível.

A distribuição gratuita de gasolina, prática comum e ilegal, como aponta nota da PF, pode configurar crime de compra de votos (artigo 299 do Código Eleitoral), com pena de reclusão de até quatro anos e multa.

Além de dissipar filas de veículos aguardando para o abastecimento com fins eleitorais, a PF apreendeu dezenas de vouchers de vales-combustíveis supostamente fornecido por coligações políticas, prática vedada pelo Código Eleitoral.


Neste domingo de eleições, a PF visitou diversos locais de votação, fiscalizou transporte suspeito de eleitores e apurou denúncias diversas que ocorreram durante o dia. No entanto, o pleito correu de forma tranquila em grande parte das seções eleitorais e sem ocorrências de prisões em flagrante.

(Da Redação Fato Regional, com informações da Polícia Federal)