Polícia Penal do Pará recebe cerca de R$ 11 milhões em melhorias e investimentos

Foto: David Alves / Ag.Pará

O governador do Estado, Helder Barbalho, entregou à Polícia Penal paraense, no final da tarde desta segunda-feira (6), em cerimônia realizada no Centro de Instrução Especializada (CIESP), em Santa Izabel do Pará, mais de cinco mil itens, entre armamentos, equipamentos, certificados de conclusão de cursos de capacitação e as novas carteiras funcionais da categoria dos policiais penais. Ao todo, os investimentos do Governo do Estado, realizados por meio da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária do Pará (SEAP), ultrapassam os R$ 11,5 milhões.

Foram entregues para os policiais penais duas mil pistolas semiautomáticas tipo TS-9; mil espingardas calibre 12 e 200 armas longas de calibre 5.56, consideradas algumas das mais modernas disponíveis hoje no País; além de dois mil coletes e escudos balísticos coletivos e individuais.

Foto: David Alves / Ag.Pará

Os policiais penais paraenses também receberam o novo modelo de identidade funcional, baseado nos melhores exemplos brasileiros. A carteira tem itens de segurança mais modernos e a troca da nomenclatura do cargo de Agente Penitenciário para Policial Penal, conforme a Lei 9.325, de 7 de outubro de 2021.

Para a policial penal e diretora do Sindicato dos Policiais Penais do Estado do Pará, Núbia Barbosa, a nova identidade dos policiais penais é um marco para a categoria. “É uma forma de demonstrar valorização e respeito. Agradecemos ao Governo do Estado, porque isso representa muito para a nossa classe, é um orgulho ter a identidade de policial penal”, frisou.

Foto: David Alves / Ag.Pará

Já o policial penal e presidente da Associação dos Policiais Penais do Estado do Pará, Joel Batalha, acredita que as melhorias implementadas pela gestão estadual só tendem a valorizar ainda mais a classe da polícia penal. “Agora, como concursado, eu vejo muitas melhorias para a nossa categoria. Existe a valorização do servidor, preparo, qualificação e investimento do Estado e da Secretaria nos policiais penais, que hoje estão preparados e qualificados para as situações que venham a ocorrer nas unidades prisionais”, ressaltou.

Foto: David Alves / Ag.Pará

Ainda durante a cerimônia, o Governo do Estado realizou a entrega de 45 certificados do curso de capacitação para o uso de Instrumentos de Menor Potencial Ofensivo (IMPO), realizado por servidores da SEAP nos últimos meses.

A policial penal e integrante do Grupo de Ações Penitenciárias (GAP), Eslaine Almeida, foi uma das concluintes e fez questão de destacar a importância dessas capacitações para a melhoria do trabalho na área da segurança pública. “O aperfeiçoamento tem que ser contínuo, para que o policial penal consiga aprimorar as técnicas que são colocadas em prática no dia a dia do nosso trabalho. Todos os cursos que fiz até hoje, para mim, são como divisores de água, pois sempre saio melhor do que entrei”, avaliou.

Foto: David Alves / Ag.Pará

Para o titular da SEAP, Samuelson Igaki, todos os investimentos do Governo do Estado no sistema penitenciário contribuem decisivamente para a melhoria da segurança pública, não apenas dentro das unidades prisionais, mas principalmente fora das casas penais. “Hoje é um dia muito feliz para a SEAP, mas, principalmente, para a sociedade paraense, pois quem ganha com tudo isso é principalmente a população, que tem muito mais segurança por todo o Pará”.


Redução da criminalidade – O governador Helder Barbalho destacou o fato de o Estado do Pará ter reduzido em 48%, de 2018 para cá, o número de homicídios registrados em seu território, além da diminuição dos índices gerais de criminalidade. “Sem dúvida, uma das decisões mais acertadas que tomamos na gestão foi a de dar protagonismo para o sistema penitenciário, investindo na criação da Secretaria, nos concursos, armamentos, equipamentos e capacitação, porque tudo isso é fundamental para garantirmos paz à população. Sabemos que muito foi feito e muito ainda há a fazer, mas não podemos deixar de festejar os avanços já alcançados”, concluiu.

O evento foi acompanhado por policiais penais, representantes de outros órgãos do sistema de segurança público e dos órgãos da Execução Penal, como o Ministério Público, além de organizações da sociedade civil, a exemplo da seccional paraense da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-PA).

Fonte: Agência Pará 
Compartilhar essa matéria

Veja também

fechar