Polícia prende estelionatária suspeita de desviar mais de R$ 10 milhões em golpes no Pará

Prisão ocorreu em Brasília, no Distrito Federal, onde morava a investigada. Além de Belém e da capital federal, operação ocorreu em outras três cidades do Pará.
Polícia do Pará prende estelionatária em Brasília — Foto: Ascom/ PC-PA

Uma operação da Polícia Civil do Pará prendeu uma mulher apontada como uma das maiores estelionatárias do estado na manhã desta quarta-feira (28). Segundo a polícia, a mulher, que não teve a identidade revelada, foi capturada em Brasília, no Distrito Federal. Ela é investigada pelo desvio de mais de R$ 10 milhões de clientes de Belém, Altamira, Porto de Moz e de cidades de outros dois estados do Brasil.

De acordo com a Polícia Civil, a prisão fez parte da Operação “Litania”, que cumpriu mandados de prisão e de busca e apreensão. A operação ocorreu de forma simultânea nas cidades de Belém, Benevides, Altamira e Porto de Moz, no Pará; e Brasília, no Distrito Federal.


Nas buscas foram apreendidos aparelhos celulares, documentos e dispositivos de armazenamento. Todo o material será periciado e passa a compor o inquérito policial instaurado pela Polícia Civil.

Durante as buscas, a polícia constatou que todo o valor movimentado no esquema fraudulento foi destinado às contas da estelionatária por meio de falsos credores. As apurações também apontaram que o crime foi baseado na promessa de uma herança bilionária, em que a suspeita afirmava ter ganhado uma indenização no valor de R$ 42 bilhões, sem revelar o número do processo, alegando que tramitava em segredo na Justiça Federal, e assim aplicava o golpe.

Com informações do G1
Compartilhar essa matéria

Veja também

fechar
%d blogueiros gostam disto: