Polícia prende suspeito de mandar matar subtenente da PM

O crime aconteceu no ano de 2019, em Ananindeua
Crédito: Iustrativa/Freepik

Foi preso nesta terça-feira, 15, um homem acusado de ser o mandante do assassinato do subtenente da reserva da Polícia Militar (PM), Alderson Santos das Chagas. O crime aconteceu no dia 5 de fevereiro de 2019, no bairro Distrito Industrial, em Ananindeua, na Grande Belém.

O acusado foi preso no município de Curuçá, no nordeste paraense, por uma equipe de policiais da Delegacia de Homicídios de Agentes Públicos (DHAP) e da Divisão de Homicídios (DH).

De acordo com a investigação e os depoimentos de testemunhas, a polícia concluiu que o acusado deu a ordem para executar o PM. À época, os dois homens que participaram diretamente da execução do policial, foram identificados e localizados pela polícia. Após troca de tiros, eles não resistiram aos ferimentos e morreram no Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE).

Durante o cumprimento do mandado de prisão, o acusado apresentou um documento falso, o que agrava sua situação perante a Justiça. O homem também responde por mais quatro homicídios. Todos tramitam na Comarca de Ananindeua.


O subtenente da reserva da PM Alderson Santos das Chagas foi executado quando se dirigiu à padaria, localizada às proximidades de sua residência. Dois homens chegaram ao local e efetuaram diversos disparos em direção à vítima, que conseguiu correr por alguns metros, mas não resistiu aos ferimentos. Testemunhas afirmaram que um dos autores ainda correu atrás do policial e tentou efetuar mais disparos, mesmo com a vítima caída ao chão, mas a arma falhou.

 

Com informações da Agência Pará

Compartilhar essa matéria

Veja também

fechar
%d blogueiros gostam disto: