Policiais que atiraram balas de borracha em trabalhadores rurais em Eldorado são afastados

Segundo a Polícia Militar, Corregedoria Geral da Corporação está apurando a ação
As imagens foram feitas pelos próprios trabalhadores e foram gravadas na última segunda-feira (02).

Policiais Militares foram afastados de suas funções após imagens que circularam em massa nas redes sociais mostrarem eles atirando balas de borracha contra um grupo de trabalhadores rurais na Fazenda Surubim, em Eldorado dos Carajás, no sudeste do Pará. No vídeo, os homens alegam que estão trabalhando, carregando sacas com castanhas, e são baleados pelos policiais militares do 23º Batalhão (BPM),que atiram em pelo menos dois homens.

As imagens foram feitas pelos próprios trabalhadores e foram gravadas na última segunda-feira (02). Quando eles se deparam com três policiais fortemente armados da Patrulha Rural, que pedem para eles colocarem as mãos na cabeça, começa uma discussão. “Cês vão atirar em nós? Não somos ladrões, estamos trabalhando”, diz um dos trabalhadores, antes de ser baleado e começar a chorar.

Em nota, a Polícia Militar do Pará disse que instaurou um Inquérito Policial Militar, por meio da Corregedoria Geral da Corporação, para apurar a ação de policiais militares na fazenda Surubim. A PM informou ainda que afastou os policiais da Patrulha Rural do 23° Batalhão, envolvidos nesta ação. 

“A PM esclarece que os policiais foram acionados para verificar ocorrência sobre furto e abate ilegal de gado na propriedade. No momento em que os militares realizavam incursões na área, eles se depararam com um grupo que apresentou resistência. Houve a necessidade de disparos de elastômero (balas de borracha), conforme prevê as técnicas de uso de Instrumentos de Menor Potencial Ofensivo (IMPO). Dois homens foram atingidos”, diz a nota.


O caso foi registrado na Delegacia de Eldorado dos Carajás, sendo realizado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO).

Fonte: Oliberal

Compartilhar essa matéria

Veja também

fechar