Prefeito de Salinas flexibiliza barreira sanitária e fala sobre reabertura comercial e turística

A medida foi tomada depois da estabilização de casos confirmados da Covid-19. Cidade conta com 232 casos confirmados e 17 mortes.
Prefeitura de Salinópolis — Foto: Reprodução/ TV Liberal

O prefeito de Salinópolis, Paulo Henrique Gomes, anunciou no último sábado (23) que vai começar a flexibilizar a barreira sanitária do município. Segundo o prefeito, será permitida a entrada de visitantes, que possuem bens na cidade. A medida, faz parte de um plano de reabertura do município, depois da estabilização de casos confirmados da Covid-19. Segundo o último boletim da Prefeitura de Salinópolis, o município contava com 232 casos confirmados de Covid-19 e com 17 mortes.

“A barreira sanitária vai continuar, a ideia é a flexibilização, mas não a retirada. Vamos fazer isso com muita responsabilidade. É apenas uma tentativa, um momento novo, que foge das questões jurídicas que regem o pais” explicou o prefeito.

Além da reabertura das fronteiras, o prefeito anunciou a retomada das atividades econômicas na cidade e a abertura das praias para os moradores. Segundo ele, o comércio estará aberto a partir desta segunda (25), mas deve atuar com um novo protocolo de higiene e distanciamento social.

“Devido a abertura do comércio, na praia do Atalaia vai estar permitida a entrada de pessoas. No entanto, peço que a população faça a proteção, com máscara, álcool em gel e mantenham o distanciamento social”, afirmou.

As fronteiras da cidade estavam fechadas desde o dia 20 de março. Uma barreira, montada próximo a barreira da Polícia Rodoviária Federal (PRF) no município, faz o monitoramento da temperatura do corpo com termômetro infravermelho. A entrada de turistas na cidade estava proibida.

Plano de reabertura turística

Além da flexibilização da barreira sanitária para pessoas que possuem bens na cidade, o prefeito já planeja a reabertura do município para as atrações turísticas. Segundo ele, uma série de reuniões com comerciantes, Ministério Público e Poder Judiciário estão marcadas para que a cidade volte a receber turistas.

“Há uma corrente pra que a gente possa voltar a cidade, flexibilizando a entrada das pessoas. Nós estamos analisando a volta do transporte alternativo e do táxi-lotação. E sempre observando o numero estável no contágio no nosso município”, contou.

De acordo com a Prefeitura, a reabertura da cidade passou a ser discutida depois da diminuição do número de internações no hospital regional do município. Apesar disso, para prevenir um possível segunda onda de contágio, o prefeito informou que, até o final da semana, será inaugurado um hospital de campanha na cidade, com 25 leitos de baixa e média complexidade.

Fonte:  G1 PA

Compartilhar essa matéria

Veja também

fechar
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
%d blogueiros gostam disto: