Prefeito Dr. Veloso fala sobre obras constantes e primeira etapa da avenida do Aço

Avenida do Aço é uma obra que tem parceria com a Vale e visa desafogar a avenida das Nações
Como médico, Dr. Veloso afirma ter se preparado para cuidar, ajudar e salvar a todos. Disse isso usando a fábula de um homem que resgatou uma cobra que estava se queimando e, mesmo assim, quase foi picado. (Foto: Reprodução)

O prefeito de Ourilândia do Norte e candidato a reeleição, Dr. Romildo Veloso, informou que as obras da avenida do Aço estão seguindo de forma acelerada. A primeira etapa, que é a colocação das pontes, já está quase concluída. Essa é uma obra em parceria com a Vale, que deve beneficiar mais de 12 mil pessoas e as operações da própria empresa.

LEIA MAIS SOBRE A AVENIDA DO AÇO, EM FATO REGIONAL

Avenida do Aço estará pronta em 90 dias e vai beneficiar mais de 12 mil pessoas

A avenida do Aço é uma via alternativa à avenida das Nações, com dois quilômetros de asfalto novo, entre o Lava-a-Jato Bob Esponja e a empresa Laticínios Soberano. A primeira etapa, que está adiantada, é a instalação de duas pontes de concreto. Essa parte deve ser concluída, informou a empresa responsável pela obra, antes do final de novembro.

A segunda etapa será a pavimentação e sinalização da via. Essa deve estar pronta até janeiro de 2021. Dr. Veloso esteve no canteiro de obras, nesta quarta, fiscalizando os serviços e por isso se mostrou confiante de que o trabalho será concluído dentro do prazo. A Vale participou com a entrega de trilhos.

Veloso ainda falou sobre outras obras, em um vídeo que publicou nesta quarta. “A Igreja Adventista está concluindo uma ponte de alto relevo, em metal de alta qualidade. Estamos patrolando, fortemente, a vicinal Muriçoca e toda aquela região, além de recuperando pontes e algumas vias”, disse.


“Isso mostra o trabalho que a prefeitura vem executando, de maneira firme e constante. E o que é mais interessante: obras que vão durar 100, 120 anos”, disse o prefeito, referindo-se a Ourilândia do Norte, com carinho, como a cidade que ele escolheu para morar e criar os filhos dele. Cidade na qual, daqui a 30 ou 40 anos, ele quer ser lembrado como alguém que se dedicou ao município.

(Da Redação Fato Regional)

Compartilhar essa matéria

Veja também

fechar
%d blogueiros gostam disto: