Programa “Forma Pará” busca a graduação de 4 mil pessoas em 40 municípios

Sectet tem feito reuniões com representantes dos municípios que participam do programa. Nesta terça, encontro foi em Goianésia, com cidades do sudeste paraense.
Carlos Maneschy, titular da Sectet, se reuniu com representantes da Unifesspa e de nove municípios nesta terça. (Foto: Ascom Sectet / Agência Pará)

O programa Forma Pará, neste ano, tem o objetivo de formar 4 mil novos profissionais. Serão 80 turmas, com 50 vagas cada, distribuídas em 40 dos 144 municípios paraenses. Nesta terça-feira (15), seguindo a agenda de visitas o titular da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet), Carlos Maneschy, esteve em Goianésia do Pará, para uma reunião com representantes de Universidade do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa) e de nove municípios da região.

Maneschy se reuniu com representantes de Goianésia do Pará, Novo Repartimento, Dom Eliseu, Piçarra, Ourilândia do Norte, Bom Jesus do Tocantins, Abel Figueiredo, Itupiranga e Jacundá. Para a secretária de educação do município de Abel Figueiredo, Vilma Medeiros, é uma oportunidade única para garantir a profissionalização dos moradores da região. “É uma ideia visionária e precisamos abraçar cordialmente. Temos a oportunidade de oferecer cursos superiores aos nossos jovens”, comentou.

LEIA TAMBÉM, EM FATO REGIONAL:

Unifesspa anuncia processo seletivo especial para 315 vagas de graduação

A iniciativa Forma Pará foi lançada em agosto de 2019. É um projeto que possibilita a união entre Governo, Instituições Públicas de Ensino Superior (IESs), Prefeituras e Associações Municipais, no intuito de expandir a oferta de vagas dos cursos de graduação (bacharelado, licenciatura e tecnológica), nos municípios que não possuem polos de universidades públicas ou onde não haja a oferta de determinado curso.

Há parceria de todas as IESs públicas: Universidade Federal do Pará (UFPA); Universidade do Estado do Pará (Uepa), Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa), Universidade do Oeste do Pará (Ufopa) e Instituto Federal do Pará (IFPA). A Unifesspa está com inscrições abertas para um Processo Seletivo Especial, para 315 vagas de graduação.

O coordenador institucional do programa Forma Pará na Unifesspa, Raimundo Oliveira, presente na reunião, fez questão de destacar a importância do projeto para a região. “Estamos com dois cursos funcionando e sete para iniciar em breve. A universidade está muito convicta de que esta é a saída para que possamos levar ensino público com pesquisa e extensão e contribuir com o desenvolvimento da nossa região, principalmente, essa região que tem como mola propulsora o agronegócio”, declarou.


Carlos Maneschy disse que esta é uma oportunidade de mudar a história de estudantes paraenses, que antes precisavam se deslocar dos seus municípios para fazerem um curso superior. “O que nós estamos fazendo é dar oportunidade para que, naquele lugar, pessoas possam realizar seus sonhos e, pela experiência em uma universidade, transformar suas vidas e a própria região”, ressaltou.

(Da Redação Fato Regional, com informações da Agência Pará)

Compartilhar essa matéria

Veja também

fechar
%d blogueiros gostam disto: