Quadrilha de criminosos veio de Fortaleza para roubar os romeiros no Círio de Nazaré

Além de atrair turistas, as festividades do Círio de Nazaré chamam atenção agora até de quadrilhas de criminosos. Uma família veio de Fortaleza, capital do Ceará, para Belém, só para praticar furtos nas romarias e eventos do Círio.

Juliane Cristina Santos de Lima, Juliane Caroline Souza Martins, Sonia Maria Barbosa e Manoel Benício Dantas Cavalcante, foram presos em flagrante, ontem, 11, à noite, por policiais da Divisão de Prevenção e Repressão a Crimes Tecnológicos (DPRCT). Segundo informações da Polícia Civil, a quadrilha se aproveitava da aglomeração de pessoas em pontos turísticos da cidade para cometer furtos, em especial, de cartões bancários, que usavam  para realizar compras no comércio de Belém.

A polícia conseguiu apreender vários objetos adquiridos ilegalmente, além de perucas usadas para praticar os crimes.  A delegada Vanessa Lee explica que o grupo chegou a Belém na quinta-feira, 10, e retornaria a Fortaleza, no final da tarde de domingo, após a última procissão das festividades do Círio de Nazaré.

Perucas usadas nos furtos e objetos comprados com cartões roubados

O grupo fazia vítimas, preferencialmente idosos, cooptadas em shoppings centers localizados no centro de Belém. A polícia informou que Manoel Cavalcante e Sônia Barbosa já possuem passagens na polícia cearense pela mesma modalidade de crime e Sônia Barbosa já sendo investigada pela DPRCT por uso de documento falso.

Sônia se apresentou com nome falso de Maria Luísa Barbosa de Medeiros, mas foi identificada como uma golpista já conhecida das Polícias Civis do nordeste como a “Vovó do Crime”, porque aparenta já ter idade avançada.


Já Manoel Cavalcante responde por dois processos criminais por delitos da mesma espécie em diferentes estados do país. Os quatro acusados permanecem presos e serão denunciados à justiça.

Fonte: Polícia Civil do Pará

Compartilhar essa matéria

Veja também

fechar