Queda de avião que causou morte de Teori Zavascki foi acidental

De acordo com as investigações sobre a causa da queda do avião que vitimou o então ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki, foi acidental, ou seja, não houve crime, concluiu o Ministério Público Federal e a Polícia Federal, que apontaram para falha do piloto.

O caso ficou arquivado por dois anos após o acidente ocorrido no momento da aterrissagem na cidade de Paraty, no sul do Estado do Rio de Janeiro. A decisão tomada pelo piloto em um ambiente de condições climáticas adversas teria sido a responsável pela queda da aeronave, segundo a investigação.

Além de Teori, outras quatro pessoas morreram no acidente aéreo.


As provas forenses, os depoimentos prestados e análise do voo da aeronave no dia 19 de janeiro de 2017 afastam qualquer indício de materialidade de crime de homicídio, seja doloso ou mesmo culposo, segundo laudo da investigação.

 

Da Redação Fato Regional,com informações de OLIBERAL.COM

Compartilhar essa matéria

Veja também

fechar