domingo, 14 de julho de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

Secretaria de Educação de Ourilândia define aulas 50% presenciais para o dia 13 de setembro

Representantes do Ministério Público, Câmara de Vereadores, dos Conselhos de Saúde e de Educação e do Sintepp participaram da reunião.
Foto: Divulgação.

Uma reunião realizada na manhã desta terça-feira, 10, na Biblioteca Municipal, definiu a data de 14 de setembro de 2021 para o retorno às aulas 50% presenciais dos alunos da rede municipal de ensino de Ourilândia do Norte, sudeste do Pará. Também ficou decidido para o dia 04 de outubro a volta às aulas presenciais de 100% dos estudantes.

Participaram da reunião representantes do Ministério Público, Câmara de Vereadores, dos Conselhos de Saúde e de Educação e do Sintepp (Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará)

“Estamos muitos felizes em dar esta notícia. Agora já está batido o martelo. A educação vai caminhar nesta direção. Tínhamos outros encaminhamentos, mas foi reprovado porque ainda será aplicada a segunda dose da vacina da covid-19 aos trabalhadores da educação, e também estamos ajustando alguns EPIs (Equipamentos de Proteção Individual). Mas o certo é que a data já está definida. Por isso, agradeço muito a todos e peço compreensão da comunidade escolar”, afirmou o secretário de Educação de Ourilândia, José Leite.

José Leite, secretário de Educação de Ourilândia. Foto: Divulgação.

O presidente da Câmara Municipal, vereador Andrade Soares, esteve presente durante a reunião e apoiou a decisão das instituições. “A Câmara esta de total acordo com essas decisões e estamos disponíveis para o que for preciso, de modo a servir a comunidade escolar por meio de projetos, para que possamos alavancar nossa educação, que por muito tempo ficou parada por conta da pandemia”, ressaltou.

Vereador Andrade Soares, presidente da Câmara Municipal de Ourilândia. Foto: Divulgação

Para o presidente do Sintepp de Ourilândia, Juscens Vieira, o acordo foi muito bem feito, bem celebrado entre todas as instituições presentes. “O sindicato cobrou um retorno seguro das aulas presenciais logo após a segunda dose da vacinação para os trabalhadores da educação, além de ter solicitado outros protocolos de saúde, o que foi acatado por todos de forma coletiva”, afirmou o sindicalista.

Entidades discutem retorno segura das voltas às aulas presenciais em Ourilândia. Foto: Divulgação.

 

 

Redação Portal fato Regional