quarta-feira, 12 de junho de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

VÍDEO: ‘30% dos alimentos se perdem entre o campo e a cidade’, diz Lula ao defender agropecuária familiar

Na live presidencial desta terça-feira (25/07), Lula disse que uma das metas de governo é dobrar a capacidade produtiva de mais de 4,6 milhões que pequenos produtores rurais do Brasil
Lula disse que a produção dos pequenos produtores do Brasil precisa ser dobrada para baratear os alimentos e exportar o que sobrar (Foto: Reprodução / YouTube Lula)

Cerca de 30% da produção de alimentos se perde entre campo e cidade. A afirmação foi do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), durante a live presidencial semanal “Conversa com o presidente” desta terça-feira (25). Um dos tópicos abordados foi o programa “Mais Alimentos”, que tem como objetivo dobrar a produção de mais de 4,6 milhões de pequenos produtores rurais do Brasil.

“São esses 4,6 milhões de pequenos produtores com até 100 hectares de terra. São essas pessoas que produzem 99% das coisas que a gente come. Então não podemos deixar esse alimento estragar na roça se tem gente passando fome”, explicando o programa Mais Alimentos abre financiamentos de equipamentos para aumentar a produção.

Lula disse que se os pequenos produtores puderem aumentar a capacidade de produção, vai poder baratear o custo da comida. E assim, aumentar o acesso e diminuir a fome. “Assim o produtor vai ganhar o que é justo por seu trabalho. E se sobrar, a gente exporta”, disse o presidente.

Ainda na live, Lula falou sobre a relação com o Congresso Nacional. E disse que oferecer cargos ou negociar participação no governo é algo natural e não um “toma lá, dá cá”.

“O Lula não conversa com o Centrão. Conversa com os partidos. Se alguém quer apoiar o governo, normal que queira participar. É normal. É questão de simpatia e negociação. E se eu mando um projeto de lei, nenhum parlamentar é obrigado a concordar. Se ele melhorar, eu aprovo. Se piorar, eu veto. Não tem conversa sigilosa na minha vida”, afirmou Lula.


LEIA MAIS, NO FATO REGIONAL:

(Da Redação do Fato Regional)