Vítima da covid-19, Paulo Gustavo será cremado em cerimônia reservada nesta quinta (6)

Despedida teve aplausos nas redes sociais. Ator foi uma das mais de 410 mil vidas ceifadas pela covid-19, uma doença para a qual se tem vacina
Foto: Reprodução/Instagram

O Brasil se despediu do ator e humorista, criador de “Dona Hermínia” e tantos outros personagens marcantes, Paulo Gustavo. O artista vinha lutando contra a covid-19 desde o dia 13 de março, quando foi internado e descansou da longa batalha nesta terça-feira (4). Comoção nas redes sociais, por incontáveis fãs por todo o país e até fora do Brasil. Aos 42 anos, Paulo deixou dois filhos (Romeu e Gael) e o marido Thales Bretas.

Nesta quinta-feira (6), o corpo de Paulo Gustavo será cremado, numa cerimônia reservada e com vários protocolos de segurança, já que morreu por covid-19. O local não será revelado para evitar aglomerações. Em nota, a assessoria de imprensa apenas se limitou a dizer que a família agradecia todo o carinho e orações pelo ator e pela família. Na noite desta quarta-feira (5), nas redes sociais, várias pessoas fizeram posts com emojis de aplausos ao ator.

Paulo ficou 50 dias internado após desenvolver a forma grave da doença. Dias depois de ser internado, o ator precisou ser intubado. No dia 2 de abril precisou fazer uso da terapia de ECMO, que substituía a função de oxigenação feita pelos pulmões, enquanto o órgão do ator se recuperava. Um caríssimo tratamento e inacessível a muitas pessoas. Mas nem isso o salvou da covid-19.

Com altos e baixos na sua recuperação, o ator chegou a despertar e interagir com a família e a equipe médica no domingo (2). Pouco depois, apresentou uma piora significativa ao ter desenvolvido uma nova fístula no pulmão, que o levou a ter uma embolia pulmonar, causando insuficiência cardíaca e danos cerebrais irreversíveis.

Saiba mais sobre Paulo Gustavo, um dos maiores talentos do Brasil

Paulo Gustavo é dono do recorde de bilheteria nacional com o sucesso da franquia de sua autoria, “Minha Mãe é uma Peça”, que possui três filmes contando a história de “Dona Hermínia”, que é inspirada na mãe do comediante.

O humorista chegou a ser indicado ao Prêmio Shell de Melhor Ator e se graduou na Casa das Artes de Laranjeiras (CAL), em 2005, ao lado de Fábio Porchat, Marcus Majella, dentre outros artistas. Em 2017, chegou a vencer o Grande Prêmio do Cinema Brasileiro na categoria de Melhor Roteiro Adaptado pelo filme “Minha Mãe é uma Peça 2”.

Nos cinemas, o artista atuou em diversas produções como A Guerra dos Rocha; Divã; Xuxa em O Mistério de Feiurinha; Minha Mãe é uma Peça: O Filme; Os Homens São de Marte…e É pra lá que Eu Vou; Vai que Cola – O Filme; Minha Mãe é uma Peça 2; Fala Sério, Mãe!; Minha Vida em Marte; Minha Mãe É uma Peça 3; 220 Volts – O Filme e seu último longa nas telonas Agente Especial.


(Da Redação Fato Regional, com informações do G1)

Siga o Fato Regional nas redes sociais!

Compartilhar essa matéria

Veja também

fechar
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
%d blogueiros gostam disto: