sexta-feira, 1 de março de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

Celular explode durante manutenção em Ourilândia do Norte; veja dicas para evitar acidentes

O período de chuvas acende um alerta sobre o momento de carregar o celular e manipular o aparelho que está na tomada
A imagem é impressionante: o celular voa pegando fogo e por sorte não machucou ninguém (Foto: Reprodução / Redes Sociais)

Na tarde de terça-feira (26), por volta das 14h59, câmeras de segurança registraram um acidente em Ourilândia do Norte, no sul do Pará que chamou a atenção de muita gente: um celular explodiu enquanto estava na manutenção. As pessoas que estavam próximas à explosão não se machucaram, mas acendeu um alerta sobre riscos de superaquecimento na hora de manipular o aparelho e exposição do dispositivo ao calor.

O técnico em manutenção de celular João Paulo da Silva, proprietário da JP Cell, em Ourilândia do Norte, analisou o vídeo e aponta que um dos muitos fatores que podem ter levado à explosão do aparelho — pode haver outros fatores — pode ter sido um erro técnico. Ele observa que nas imagens é possível ver que o dispositivo que pegou fogo estava sobre uma superfície azul. O especialista explica se tratar de uma manta usada na manutenção de celulares e que é um equipamento gerador de calor.

“Nós trabalhamos com essa manta. Em alguns casos, é necessário aquecer o aparelho para poder fazer o conserto. Aquela manta gera muito calor e precisamos colocar o aparelho em cima dela por pouquíssimo tempo. Ali no vídeo, não há como saber há quanto tempo estava, mas estrava exposto ao sol. Se o técnico estivesse fazendo um conserto de bateria, a peça já estava sensível e com tanto calor explodiu”, explicou João Paulo.

Ainda que possa ter sido um erro técnico, o especialista aproveitou para fazer um alerta: celulares são aparelho eletrônicos, que estarão em contato com a eletricidade e precisam de cuidados no manuseio. Um dos avisos que ele faz é que neste período de chuvas e com raios, o volume de pedidos de conserto por aparelhos queimados durante o carregamento é alto. Durante a carga, celulares já têm a tendência de esquentar bastante. É um dos muitos motivos pelos quais não é recomendado manipular dispositivos durante a carga.

“Se estiver chovendo e principalmente com raios, o ideal é não colocar o telefone para carregar. Se o carregador for de boa qualidade, possivelmente vai proteger o aparelho em caso de curtos e picos de energia. Mas carregadores muito baratos e de baixa qualidade podem levar a danos no aparelho e em 90% dos casos é perda total e só se salva a placa. E há risco de choque e explosões também. Esse caso serve para fazermos muitos alertas aos usuários”, disse o técnico.

Celulares, reforça João Paulo, são dispositivos que geram calor, mas não podem ser expostos a temperaturas muito altas. Vários aparelhos avisam sobre riscos de superaquecimento para o usuário tomar providências ou até mesmo tenta se desligar automaticamente. Ele alerta que há pessoas que vão dormir com o celular carregando na tomada e deixam debaixo do travesseiro. Isso pode ser um risco de acidentes graves pelo excesso de calor. E expor ao sol direto nunca deve ser feito.

(Victor Furtado, da Redação do Fato Regional)


LEIA MAIS, NO FATO REGIONAL:

Siga o Fato Regional no Facebook e no Instagram!