sábado, 15 de junho de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

Engenheira da Vale e irmão são assassinados em Canaã dos Carajás na saída da Expocanaã; carro das vítimas estava com pneus cortados

Parte da família é de Xinguara. Policiais analisam a possibilidade de um crime premeditado, já que os pneus do carro no qual estavam Gabrielle e Andrey foram cortados e estavam secos
Horas antes de serem vitimados num possível duplo latrocínio, os irmãos Gabrielle e Andrey postaram uma foto juntos (Foto: Reprodução / Redes Sociais)

Gabrielle Souza Mota, de 25 anos, e o irmão dela, Andrey Pereira Mota, de 31 anos, foram mortos a tiros em Canaã dos Carajás, no sudeste do Pará. Eles teriam sido vítimas de um possível latrocínio, quando saíam da feira agropecuária Expocanaã 2023, na madrugada de sábado (28). A moça era engenheira na Vale, era bem conhecida na cidade e deixa dois filhos. Andrey morava em Xinguara, no sul do estado. Horas antes de serem vitimados, postaram uma foto juntos.

Testemunhas apontam que quando os irmãos saíram, foram abordados por dois homens numa moto, anunciando um assalto. Eles teriam exigido os celulares deles. Ainda no relato das testemunhas, Gabrielle, nervosa, teria deixado o aparelho cair e disse que iria pegar. Mesmo assim, um dos supostos assaltantes atirou contra ela e contra Andrey. Os criminosos levaram somente o celular dela.

Um fato que chamou a atenção e que está sendo analisando é que os pneus do carro estavam cortados e secos. Para as testemunhas e para a Polícia Civil, que não descarta nenhuma linha de investigação, é de que o crime poderia ter sido premeditado. Uma suspeita foi levantada por pessoas próximas a Gabrielle: um ex-companheiro dela poderia estar envolvido, mas isso não tem confirmação.

Andrey morreu ainda no local. Já Gabrielle foi socorrida, mas não resistiu. A Polícia Militar ainda tentou fazer buscas, porém, nenhum suspeito foi localizado. Nas redes sociais, várias pessoas lamentavam a morte cruel dos irmãos que só tinham saído para se divertir.

Quaisquer informações que possam ajudar na solução do caso podem ser encaminhadas ao Disque-Denúncia (181). Se a informação for mais urgente, o ideal é ligar para o 190. A ligação é gratuita e pode ser feita de qualquer telefone. Também é possível mandar fotos, vídeos, áudios e localização para a atendente virtual Iara, pelo WhatsApp (91) 98115-9181. Não é necessário se identificar.

(Da Redação do Fato Regional)


LEIA MAIS, NO FATO REGIONAL:

Siga o Fato Regional no Facebook e no Instagram!