domingo, 3 de março de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

Governo do Pará projeta 250 escolas de tempo integral até 2026; sul do estado tem unidades em Tucumã, Xinguara e Conceição do Araguaia

As três unidades do sul do Pará somam pouco mais de 560 alunos. Em nível estadual, somando todas as escolas, só 5,6% das unidades oferecem ensino em tempo integral, como aponta o MEC
A meta do Governo do Pará é chegar a 250 unidades até 2026 na rede estadual (Foto: Bruno Cecim / Agência Pará / Arquivo / Imagem Ilustrativa)

Apenas 5,6% de todas as escolas do Pará oferecem ensino de tempo integral. Pelo censo escolar 2022, são 536 unidades e que somam 92.815 alunos. O levantamento é do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), vinculado ao Ministério da Educação. O Governo do Pará vem projetando um salto para a rede estadual: 250 escolas até 2026.

No sul do Pará, há apenas 3 escolas que oferecem ensino tempo integral: uma em Conceição do Araguaia (com 251 alunos), uma em Tucumã (com 210 alunos) e uma Xinguara (107 alunos). Atualmente, a rede estadual do Pará possui 81 escolas em tempo integral. A demais citadas no levantamento do Inep incluem particulares e municipais.

No final de julho, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sancionou a lei que institui o programa Escola em Tempo Integral (ETI). Em 2023, a ação pretende ampliar em 1 milhão o número de matrículas de tempo integral nas escolas de educação básica de todo o Brasil.  Serão investidos R$ 4 bilhões em todo o Brasil, com meta de aumentar o número de matrículas em 1 milhão ainda neste ano.

“É com a universalização do acesso à educação pública — e no aprimoramento da qualidade do ensino — que erguemos as bases de uma sociedade mais consciente, mais justa e menos desigual. E é com a educação em tempo integral que avançamos ainda mais em direção ao país que precisamos reconstruir”, ressaltou o presidente Lula, estabelecendo a meta de 3,2 milhões de matrículas até 2026.

No Brasil, ainda pelo Censo Escolar 2022, 6,9% das escolas públicas possuem entre 20% e 50% dos estudantes matriculados na modalidade de tempo integral. O censo ainda aponta que 50,7% das escolas não possuem nenhum estudante com jornada integral.

(Victor Furtado, da Redação do Fato Regional. Matéria exclusiva. Se reproduzir, dê os créditos corretamente)


LEIA MAIS, NO FATO REGIONAL:

Siga o Fato Regional no Facebook e no Instagram!