domingo, 3 de março de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

Pará pode não ser sede da COP 30, em 2025, caso Belém não esteja pronta, diz colunista

Segundo o colunista Guilherme Amado, do Metrópoles, há um discreto plano do Governo Federal de levar o evento para o Rio de Janeiro, caso a capital do Pará não dê conta de receber o evento internacional e que demanda forte estrutura hoteleira, planejamento segurança e infraestrutura para mobilidade
Belém foi sede do evento preparatório 'Diálogos da Amazônia' e as fragilidades já foram percebidas em 2023, motivo pelo qual, segundo o colunista Jorge Amado, do Metrópoles, o governo estaria preparando uma segunda opção caso a capital paraense não esteja pronta até 2025 (Foto: Mácio Ferreira / Agência Belém)

O Pará pode não ser mais sede da COP 30, em 2025, caso Belém não esteja pronta a tempo para receber o evento internacional sobre mudanças climáticas. A informação foi divulgada pelo colunista Jorge Amado, do site Metrópoles, que ainda revela haver um plano muito discreto do Governo Federal de levar o a convenção para o Rio de Janeiro.

As fragilidades de Belém foram reveladas em 2023, durante o evento “Diálogos da Amazônia”, que reuniu vários países — mas muito menos que uma COP costuma reunir — num evento considerado essencial e preparatório para a COP 30. Foi um momento em que o Governo Federal já analisou a capacidade da capital paraense de receber a convenção da ONU. Ao final, vários ajustes foram recomendados para a Prefeitura de Belém e Governo do Pará cuidarem até lá.

Os desafios são grandes e por isso, diz o colunista do Metrópoles, o Governo Federal estuda um “plano B” para o caso de Belém não conseguiram ampliar a rede hoteleira, fazer ajustes na infraestrutura de mobilidade urbana, aumentar a segurança pública e resolver problemas de saneamento.

Lula e Helder comemoram que Belém foi aceita como sede da COP 30, em 2025, pois seria momento de falar de meio ambiente e Amazônia numa cidade da Amazônia (Foto: Ricardo Stuckert / PR / Arquivo)

A notícia de que Belém seria sede da COP 30 foi comemorada pelo prefeito Edmilson Rodrigues (PSOL) e pelo governador Helder Barbalho (MDB). Eles e o presidente Lula (PT) disseram, à época da confirmação, que seria importante pela primeira vez falar de meio ambiente e Amazônia numa das maiores cidades da Amazônia. Resta saber se a intenção se suficiente e os esforços para garantir isso sejam executados a tempo.

A Redação do Fato Regional entrou em contato com o Governo do Pará e com Prefeitura de Belém e aguarda retorno sobre a hipótese levantada pelo site.

ATUALIZAÇÃO ÀS 7H51 DESTA TERÇA-FEIRA (23):

Por nota enviada ao Fato Regional, a Prefeitura de Belém afirmou que “…não há qualquer fundamento em notícia com esse teor.
A COP-30 será realizada em Belém e os intensos preparativos estão ocorrendo a todo vapor e absolutamente dentro do cronograma acordado com as Nações Unidas e com o Governo Federal, já que se trata de um evento de caráter mundial hospedado pela República brasileira”.

“Como municipalidade, em estreita cooperação com os governos estadual e federal, todas as obras e ações para a realização da COP-30 seguem sem intercorrências, para fazer de Belém a capital mundial do debate sobre as mudanças climáticas, em novembro de 2025. A Prefeitura de Belém está à disposição para quaisquer informações sobre o tema”, diz a nota da Prefeitura de Belém.

(Da Redação do Fato Regional, com informações do Metrópoles)


LEIA MAIS, NO FATO REGIONAL:

Siga o Fato Regional no Facebook e no Instagram!