sexta-feira, 24 de maio de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

VÍDEO: Polícia prende, em São Félix do Xingu, homem apontado como um dos maiores assaltantes de banco do Centro-Oeste do Brasil

O homem identificado como Edivan Esteves estava foragido após fugir da Unidade Prisional de Trindade (GO) em 2018 e é suspeito de ter cometido novos assaltos a banco nas regiões Norte e Centro-Oeste do Brasil no estilo 'novo cangaço' ou 'vapor'.
Edivan foi capturado num terreno onde funcionava algo semelhante a uma oficina (Foto: PCGO)

Edivan Esteves, apontado pela Polícia Civil de Goiás como um dos maiores assaltantes de banco do Centro-Oeste do Brasil, foi preso em São Félix do Xingu, no sul do Pará. A operação, ocorrida na terça-feira (9), contou com o apoio da Polícia Militar do Pará. Ele estava foragido desde 2018, quando escapou da Unidade Prisional de Trindade (GO). O acusado, dizem os policiais, é especialista nos assalto estilo “vapor” ou “novo cangaço”.

“Edivan Esteves é apontado como um dos assaltantes de banco, na modalidade ‘domínio de cidade’ [vapor ou novo cangaço], mais atuante da região Centro-Oeste do Brasil. Ele fugiu de Goiás por meio de uma ação orquestrada que explodiu os muros do presídio de Trindade”, explicou o delegado Samuel Moura. O homem responde pelos crimes de tentativa de homicídio qualificado, associação criminosa, uso de documento falso e roubos a bancos.

Edivan é apontado pela Polícia Civil de Goiás como um dos maiores assaltantes de banco do Centro-Oeste do Brasil (Foto: PCGO)

A Polícia Civil de Goiás vinha monitorando Edivan desder a fuga. Ele é suspeito de ter participado de novos roubos a banco na região Centro-Oeste e talvez em algumas áreas do Norte nos últimos 4 anos. Ele está à disposição do Poder Judiciário e preso no Centro de Recuperação de São Félix do Xingu. O Fato Regional respeita o princípio da presunção de inocência e sempre abre espaço para a defesa dos mencionados em casos policiais — se os advogados ou envolvidos acharem conveniente quaisquer manifestações —, garantindo amplo direito ao contraditório.

Momento da captura de Edivan, em São Félix do Xingu (Foto: PCGO)

Ao Fato Regional, o comandante do Comando de Policiamento Regional (CPR XIII), tenente-coronel Carmona, confirmou a cooperação com a PCGO e informou que o suspeito já estava sendo monitorado e os policiais da região Sul do Pará estavam em alerta laranja. Tudo estava sendo trabalho de forma cautelosa e sigilosa para garantir o êxito da operaçã.

(Victor Furtado, da Redação do Fato Regional, com informações de G1 Goiás)


LEIA MAIS, NO FATO REGIONAL:

Siga o Fato Regional no Facebook e no Instagram!