segunda-feira, 15 de julho de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

5.379 escolas do Pará vão receber acesso à internet pelo programa ‘Escolas Conectadas’ do Governo Federal

Projeto também visa garantir energia elétrica pública a pelo menos 1.775 escolas que não possuem energia elétrica ou usam gerador fóssil
Dados do Governo Federal mostram que só 625 escolas públicas no Pará têm acesso à internet monitorado e com qualidade comprovada. O projeto poderá aumentar esse número de unidades com boa internet e mais acesso à comunidade escolar (Foto: Marcelo Seabra / Agência Pará / Arquivo / Imagem Ilustrativa)

O Governo Federal anunciou nesta terça-feira uma iniciativa para universalizar a conectividade de qualidade nas instituições públicas de educação básica até 2026. Numa parceria entre os ministérios da Educação (MEC) e das Comunicações (MCom), o “Escolas Conectadas” vai promover o acesso à internet rápida nas mais de 138 mil escolas, a partir de um investimento de R$ 8,8 bilhões. No Pará, o desafio é garantir o acesso à internet de qualidade em 5.379 instituições de ensino.

Essas mais de 5,23 mil escolas representam 56% das 9.685 escolas públicas de educação básica no Pará. Atualmente, o estado conta com 4.306 escolas com acesso à banda larga fixa de fibra óptica. Outro desafio é garantir conexão por Wi-Fi, o que vai envolver 7.430 instituições de ensino públicas no estado.

“A educação das nossas crianças e jovens não pode esperar. Temos que ter um trabalho imenso para recuperar a capacidade dessas crianças voltarem a aprender. Com internet de qualidade em todas as escolas, o filho do pobre terá a mesma qualidade de ensino que o filho do rico”, disse o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no lançamento do programa.

Para além da necessidade de levar internet ao ambiente escolar, a intenção é garantir que esse acesso seja de qualidade e verificado. A meta é garantir conexão por fibra óptica ou via satélite com velocidade de pelo menos 1 Mbps por aluno. No Pará, são mais de 2 milhões de matrículas na educação básica. No mapa do Governo Federal, o Pará tem 625 escolas com velocidade de internet monitorada e adequada. Outras 1.960 dispõem de internet com velocidade monitorada, mas de qualidade insuficiente. Mas 7.100 escolas não contam com qualquer tipo de monitoramento.

Para as escolas que não possuem acesso a energia elétrica ou que possuem somente acesso à energia elétrica de gerador fóssil (no Pará são 1.775 unidades escolares nesta condição), será viabilizada a conexão com a rede pública de energia ou geradores fotovoltaicos.

(Da Redação do Fato Regional)


LEIA MAIS, NO FATO REGIONAL:

Siga o Fato Regional no Facebook e no Instagram!