sexta-feira, 12 de abril de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

Após desaparecimento de menina de 3 anos em Santa Catarina, mãe e padrasto são presos por suspeita de matarem a criança

A mãe e o padrasto chegaram a comunicar o desaparecimento da criança às polícias Civil e Militar de Santa Catarina. Após o corpo ser encontrado em uma área de mata de Indaial, no Vale do Itajaí, eles confessaram que a menina Isabelle morreu em decorrência de agressões físicas. 'Morreu de tanto apanhar. Me pergunto se escolhi a profissão certa', disse o delegado-geral sobre o caso numa publicação nas redes sociais.
O corpo de Isabelle foi encontrado nesta quarta-feira, 6 de março, após a mãe e o padrasto comunicarem o desaparecimento e então confessarem que mataram a criança após agredi-la (Foto: Redes Sociais)

Isabelle de Freitas, de 3 anos, havia sido dada como desaparecida na segunda-feira (4), em Santa Catarina. A mãe e o padrasto comunicaram o desaparecimento às polícias Civil e Militar do estado e as buscas foram encerradas nesta quarta-feira (6): o corpo da menina foi encontrado em uma área de mata de Indaial, no Vale do Itajaí. A criança morreu após agressões da própria família.

“Um dia triste demais. Menina que estava desaparecida em Indaial foi morta pela mãe e pelo padrasto. Morreu de tanto apanhar e o corpo foi encontra pela PC. Casal confessou o crime. Nestas oportunidades que reflito se escolhi a profissão certa. São muitas desgraças para absorver”, disse o delegado-geral da PC de Santa Catarina, Ulisses Gabriel.

A mãe e o padrasto confessaram ter matado a criança, algo que já vinha sendo alvo de suspeita da polícia. Para tentar ocultar o crime, a mãe chegou a pedir ajuda, nas redes sociais, para localizar a filha. Os dois foram presos por homicídio qualificado e ocultação de cadáver. As autoridades catarinenses não divulgaram detalhes mais específicos sobre o caso.

No começo das investigações, o padrasto relatou que havia saído para trabalhar às 14h de segunda-feira (4) e a menina tinha fico com a mãe. E depois de 40 minutos foi informado que a criança tinha sumido enquanto a mãe estendia roupas no varal.  Foi quando o casal acionou a Polícia Militar, que começou as buscas numa área de mata próxima da casa do casal com a ajuda de bombeiros.

(Victor Furtado, da Redação do Fato Regional, com informações de Notícias Ao Minuto Brasil)


LEIA MAIS, NO FATO REGIONAL:

Siga o Fato Regional no Facebook e no Instagram!