segunda-feira, 27 de maio de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

Avião do advogado Vinicius Borba, que atuou na crise da Apyterewa, tem incêndio suspeito; cães amanheceram mortos

O próprio advogado, que é conhecido nas regiões sul e sudeste do Pará, comentou o fato nas redes sociais e informou ao Fato Regional que está reunindo informações e pistas para entregar à Polícia Civil em Canaã dos Carajás, onde o fato ocorreu. Um exame de sangue nos corpos dos cachorros apontou substâncias suspeitas e isso o faz desconfiar de possível ato criminoso.
O avião do advogado Vinicius Borba foi totalmente destruído pelas chamas e ele relata que dois cachorros amanheceram mortos com a presença de uma substância suspeita comprovada após exames (Foto: Reprodução / Instagram de Vinicius Borba)

O avião do advogado Vinicius Borba teve um incêndio suspeito na madrugada de segunda-feira (19), na propriedade dele, em Canaã dos Carajás, no sudeste do Pará. As câmeras de segurança não captaram nada além do início das chamas que consumiram a aeronave totalmente. No entanto, um coisa chamou mais atenção: os dois cães dele, que ficavam perto do hangar amanheceram mortos e um exame comprovou a presença de substâncias incomuns.

O próprio advogado comunicou o fato nas redes sociais. Ele é conhecido nas regiões sul e sudeste do Pará e atua em questões ambientais e agrárias. Ele atuou junto a algumas pessoas durante a crise instaurada com a operação de desintrusão da Apyterewa, em São Félix do Xingu e tem participado das discussões sobre desmatamento e plano de manejo da Área de Proteção Ambiental (APA) Triunfo do Xingu, também no município.

O advogado Vinicius Borba é conhecido nas regiões sul e sudeste do Pará por atuar em questões ambientais e agrárias (Foto: Reprodução / Instagram de Vinicius Borba)

Ao Fato Regional, Vinicius Borba disse que há algumas “coincidências” que fazem com ele que não veja o caso apenas como mero acidente. Contudo, é responsável ao dizer que ainda está analisando as imagens, levantando informações e vai levar tudo para que a Polícia Civil investigue formalmente. Até a manhã desta quinta-feira (22), a ocorrência ainda não havia sido registrada. E se de fato tiver ocorrido uma ação criminosa, que os responsáveis sejam identificados.

(Victor Furtado, da Redação do Fato Regional)


LEIA MAIS, NO FATO REGIONAL:

Siga o Fato Regional no Facebook e no Instagram!