Dono de empresa de consórcios e funcionárias são presos em Altamira

Segundo a Polícia, a empresa cometia fraudes ao prometer contemplar clientes com cartas de crédito de R$34 a R$40 mil.

Em Altamira, sudoeste do Pará, o dono de uma empresa de consórcio de veículos, e outras três funcionárias, foram presos nesta sexta-feira (8), investigados por prática de estelionato, falsidade ideológica, associação criminosa e falsa identidade.

Segundo a Polícia, a empresa cometia fraudes ao prometer contemplar clientes com cartas de crédito de R$34 a R$40 mil.

As vítimas chegaram a pagar até R$ 5 mil, sendo que muitas delas disseram que o dinheiro investido era o único que tinham, de acordo com o superintendente de Polícia, Walison Damasceno.

A empresa está localizada no centro comercial da cidade e foi interditada pela Polícia. Computadores, documentos e celulares foram apreendidos no local e nas casas dos presos, pois segundo o delegado Wilson Silva, as provas poderias ser destruídas.

A Polícia iniciou as investigações há três meses e constatou que os suspeitos agiam há pelo menos um ano, fazendo pelo menos dez vítimas. O total de vítimas e o montante de prejuízos ainda estão sendo levantados. O caso também foi denunciado ao Procon.

Fonte: G1 Pará

Compartilhar essa matéria

Veja também

fechar