domingo, 3 de março de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

Estudantes terão poupança para concluir o ensino médio e incentivo financeiro para fazer o Enem

O incentivo faz parte do programa 'Pé de Meia', que estabelece uma poupança para o aluno durante os três anos do ensino médio
Os alunos do ensino médio terão uma poupança para estimular que concluam os três anos, além de um percentual para que façam o Enem (Foto: Marcelo Lélis / Agência Pará / Imagem Ilustrativa)

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sancionou a lei que institui o programa “Pé de Meia”; uma poupança que será criada para que estudantes sejam incentivado a concluir os 3 anos do ensino médio e tenham dinheiro para dar os primeiros passos para a vida adulta. O anúncio foi feito pelo ministro da Educação, Camilo Santana, nesta terça-feira (16). Ele adiantou que os alunos receberão ainda um percentual para que sejam estimulados a fazer o Enem.

O programa “Pé de Meia” será destinado a estudantes de escolas públicas e de baixa renda. Dados do Ministério da Educação mostram que cerca de 50% dos estudantes que estavam concluindo o ensino médio em 2023 participaram da última edição do Enem. Outro agravante, diz o ministro Camilo Santana, é que, dentre os que se inscreveram, muitos não chegaram a fazer a prova. Dos 1,4 milhão de concluintes do ensino médio que se inscreveram para o exame, apenas 1 milhão participaram efetivamente.

“Vai ser uma forma de estimular o jovem regular do ensino médio que vai receber esse auxílio financeiro nos 3 anos do ensino médio, mas, no último ano, no 3º ano, ele vai receber um percentual, um valor para fazer a prova do Enem. Precisamos convencer e mostrar que, primeiro, não há custo nenhum para o jovem. Depois, que é a oportunidade que ele tem para acessar o ensino superior. Não há motivo de o jovem não fazer o Enem”, disse o ministro.

(Da Redação do Fato Regional, com informações da Agência Brasil)


LEIA MAIS, NO FATO REGIONAL:

Siga o Fato Regional no Facebook e no Instagram!