domingo, 3 de março de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

Homem é morto a facadas em Santana do Araguaia; assassino enfia garrafa em parte íntima da vítima

João Lisboa Soares era suspeito de aliciar crianças e adolescentes e não se sabe se o crime tem relação com essa suspeita que era objeto de investigação
João Lisboa Soares foi morto a facadas e com requintes de crueldade dentro da casa dele (Foto: Reprodução / Redes Sociais)

João Lisboa Soares foi morto a facadas dentro da casa dele, em Santana do Araguaia, no sul do Pará, nesta quarta-feira (10). Além de várias marcas de perfurações por arma branca, um detalhe chamou a atenção da polícia: havia uma garrafa enfiada no ânus da vítima. Morador do distrito de Vila Mandi, o homem era suspeito de aliciar crianças e adolescentes, uma investigação que ainda estava em estágio inicial.

A Polícia Civil agora vai colher depoimentos de familiares e amigos de João Lisboa Soares para tentar descobrir quem poderia ser o assassino. E ainda, se a crueldade do criminoso teria a ver com uma tentativa de “justiça com as próprias mãos”, já que havia essa suspeita que era ainda objeto de investigação sobre supostos crimes cometidos pela vítima.

Mesmo que as duas situações não estejam diretamente relacionadas, é importante ressaltar que toda pessoa é suspeita até que a culpa por algo seja confirmada por investigação formal, análise do Ministério Público e condenação pelo Poder Judiciário. Ainda não ficou definido se o assassino cometeu o crime de tortura, de estupro ou de vilipêndio de cadáver além do homicídio.

Quaisquer informações que possam ajudar na solução do caso podem ser encaminhadas ao Disque-Denúncia (181). Se a informação for mais urgente, o ideal é ligar para o 190. A ligação é gratuita e pode ser feita de qualquer telefone. Também é possível mandar fotos, vídeos, áudios e localização para a atendente virtual Iara, pelo WhatsApp (91) 98115-9181. Não é necessário se identificar.

(Da Redação do Fato Regional)


LEIA MAIS, NO FATO REGIONAL:

Siga o Fato Regional no Facebook e no Instagram!