quarta-feira, 24 de abril de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

Homem é morto a tiros e facadas no setor Montenegro, em São Félix do Xingu; dois suspeitos são presos

Além dos suspeito Lucas e Danilo presos, a moto usada no crime foi apreendida. A Polícia Civil agora investiga as razões para que eles matassem Agnaldo Veloso. Ainda há possibilidade de que mais pessoas tenham participado do homicídio e as investigações seguem.
Agnaldo Veloso foi brutalmente assassinado no setor Montenegro, na noite desta quarta-feira, 27 de março, em São Félix do Xingu (Foto: Redes Sociais)

Agnaldo Modesto Veloso foi morto a tiros e facadas, na noite desta quarta-feira (27), no setor Montenegro, em São Félix do Xingu. O caso ocorreu perto de um supermercado que fica na rua Central. Com as imagens das câmeras do estabelecimento e relatos de testemunhas, as polícias Civil e Militar conseguiram capturar dois suspeitos do crime — que confessaram — e localizar a moto usada por eles. Há suspeita de que mais pessoas estão envolvidas e as investigações seguem.

Os suspeitos apresentados pelas equipes do 36º Batalhão de Polícia Militar (BPM) — sob o comando do capitão Júlio —, presos em flagrante, foram identificados como Danilo Santos Silva e Lucas Santos da Silva que seriam irmãos. Eles estavam escondidos numa casa no próprio setor Montenegro. As armas do crime não foram encontradas. A moto usada foi encontrada em uma área de mata e foi recuperada pela Polícia Civil. Essas são as características que levam a crer que há mais suspeitos envolvidos.

Lucas e Danilo foram presos em uma casa no setor Montenegro (Foto: Redes Sociais)

Um detalhe que chamou a atenção e que é objeto de investigação é que uma moça — supostamente filha de Agnaldo — chorava desolada próximo à vítima. Ela pedia perdão e dizia que a culpa era dela. Nada pode ser afirmado. Em momentos de choque e situações traumáticas como uma morte tão violenta, costumam gerar reações adversas nas pessoas próximas à vítima. Outras testemunhas serão ouvidas e relatos serão colhidos para elucidar o caso.

A moto usada pelos suspeitos do crime foi apreendida (Foto: Polícia Civil)

ATUALIZAÇÃO ÀS 10H30

Crime teria ocorrido por motivo fútil: uma briga de bar por um isqueiro

No interrogatório após a prisão, os suspeitos confessaram o crime. Danilo também confirmou ser faccionado do Comando Vermelho e ele tem uma tatuagem com as iniciais da organização. Lucas não se considerada faccionado por não ter sido “batizado” formalmente pelo CV. O que impressionou os policiais foi o motivo do crime: uma briga por um isqueiro.

Como a confusão começou ainda não está totalmente claro. Porém, os presos relataram que tudo começou num bar, onde ocorreu uma discussão por causa de um isqueiro. Agnaldo teria se exaltado e afrontado Danilo e Lucas. Irritados, um deles o feriu inicialmente com um canivete. A vítima teria saído do bar para pegar um facão. Já Danilo e Lucas foram buscar uma arma de fogo, o que terminou com o homicídio investigado.

Quaisquer informações que possam ajudar na investigação, podem ser encaminhadas ao Disque-Denúncia (181). Se a informação for mais urgente, o ideal é ligar para o 190. A ligação é gratuita e pode ser feita de qualquer telefone. Também é possível mandar fotos, vídeos, áudios e localização para a atendente virtual Iara, pelo WhatsApp (91) 98115-9181. Não é necessário se identificar.

O Fato Regional respeita o princípio da presunção de inocência e sempre abre espaço para a defesa dos mencionados em casos policiais — se os advogados ou envolvidos acharem conveniente quaisquer manifestações —, garantindo amplo direito ao contraditório.

(Victor Furtado, da Redação do Fato Regional)


LEIA MAIS, NO FATO REGIONAL:

Siga o Fato Regional no Facebook e no Instagram!