domingo, 23 de junho de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

Hospital Municipal de Tucumã já está em funcionamento e marca um novo capítulo na história da saúde pública do município

As primeiras horas de funcionamento do Hospital Municipal de Tucumã mostram o quanto a obra, executada pela gestão do prefeito Dr. Celso e do governador Helder Barbalho, era aguardada pela população tucumaense. Com intensa movimentação, o primeiro dia da unidade hospitalar garantiu atendimentos diversos de urgência e emergência e exames.
O Hospital Municipal de Tucumã tem atendimento de urgência e emergência 24 horas e cooperação com a rede privada, que recebe remuneração da prefeitura acima da tabela do Ministério da Saúde para garantir o melhor atendimento ao povo (Foto: Wesley Costa / Fato Regional)

O Hospital Municipal de Tucumã, no Sul do Pará, começou a receber os primeiros pacientes nesta segunda-feira, 10 de junho. O prefeito Dr. Celso Lopes (União Brasil) esteve no local, acompanhando a abertura do espaço, que vai cuidar da população tucumaense que precisar do atendimento de urgência e emergência 24 horas. A operação tem cooperação com a rede privada. E assim, a saúde pública do município entra numa nova fase, com um projeto que o povo espera há 36 anos, desde a emancipação.

O prefeito Dr. Celso acompanhou os primeiros atendimentos do Hospital Municipal de Tucumã e, como médico, orientou os pacientes (Foto: Wesley Costa / Fato Regional)

Na manhã desta segunda-feira (10), a população já começou a utilizar os serviços do Hospital Municipal de Tucumã. O prefeito acompanhou de perto. E como médico, inclusive deu algumas orientações a quem chegava e viu de perto o primeiro dia de funcionamento.

Leidiane de Souza foi uma das pacientes do primeiro dia. “Antes a gente precisava ir para Ourilândia ou até mesmo Redenção para conseguir atendimento e agora temos nosso próprio hospital em Tucumã. Demorou muito para termos esse espaço para nós, mas finalmente estamos vendo  funcionar. Bom demais!”, comentou enquanto aguardava a vez dela.

Leidiane Souza, uma das primeiras pacientes do HMT, disse que a população de Tucumã esperou muito, mas finalmente tem um hospital para chamar de seu e sem precisar ir a Ourilândia ou Redenção em busca de atendimento (Foto: Wesley Costa / Fato Regional)

Na primeira etapa do HMT, a unidade hospitalar conta com 40 leitos, estruturação do setor de urgência e emergência, ala de diagnósticos com laboratório de bioquímica, ultrassonografia, eletrocardiograma e raio-x, além de pavimentação, iluminação e paisagismo parcial. O prefeito agradeceu ao governador Helder Barbalho (MDB) por acreditar no projeto, que é considerado uma das maiores obras da história de Tucumã.

Dr. Celso explicou que o Hospital Municipal não vai acabar com os hospitais particulares de Tucumã. Quem for encaminhado da unidade pública — para tratamentos mais específicos ou internações superiores a 24 horas —, poderá escolher se quer ir para o Hospital Nossa Senhora de Nazaré ou Hospital Santo Agostinho, além de escolher o médico que vai atender, se for o caso. A decisão caberá ao paciente ou acompanhante.

Os pacientes que precisarem de atendimentos mais avançados ou internações superiores a 24 horas, serão encaminhados para os hospital parceiros da rede privada conveniada com o município sem pagar nada e com opção de escolher a unidade e o médico (Foto: Wesley Costa / Fato Regional)

“O paciente que estiver necessitando de atendimento de urgência, apresentando febre, dor, problemas respiratórios, pode procurar o Hospital Municipal de Tucumã. Temos médico plantonista 24 horas. Ressalto que Tucumã paga à rede privada conveniada um preço bem superior à tabela do Governo Federal e com recursos próprios do município”, disse o prefeito Dr. Celso.

(Victor Furtado, da Redação do Fato Regional)


LEIA MAIS, NO FATO REGIONAL:

Siga o Fato Regional no Facebook e no Instagram!